*Por Fábio Matias

A frota de veículos vem crescendo sistematicamente nos últimos anos no Brasil. Dados da Confederação Nacional do ttTransporte (CNT) revelam que o País registrou um aumento de 122% no total de veículos de 2004 a 2014, superando 84 milhões de unidades. Além disso, projeções da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) indicam que a frota brasileira deverá mais que dobrar nos próximos 18 anos, chegando a mais de 95 milhões de unidades em 2034.

Com o aumento da quantidade de veículos em território nacional, empresas de logística e de gestão de frotas, além de órgãos governamentais do setor de transporte, passaram a investir mais em tecnologias para comunicação, gestão e melhoria na qualidade dos serviços prestados.

Como exemplo de adoção de novas tecnologias nesse setor, podemos citar uma ampliação considerável no uso de SMS (Short Message Service – ou Serviço de Mensagens Curtas), ferramenta utilizada por empresas para envio de textos via mobile.

Um case recente do uso dessa tecnologia pelo setor de transportes é o projeto realizado pela Zenvia para aprimorar a comunicação de um órgão governamental de trânsito com os proprietários de automóveis no Brasil. Com o envio de SMS, unidades desse órgão em todo o País passaram a manter motoristas informados em tempo real sobre assuntos relacionados à situação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do veículo, como multas, pontuação, solicitação de segunda via da CNH e agendamentos.

Na gestão de frotas e operações logísticas, há exemplos do uso do SMS para melhorar a produtividade e o nível de serviços, reduzir riscos e custos, destacando o disparo automático em pontos de controle da carga, aviso de entrega e recebimento, aviso de alteração de rota etc. Neste quesito, cito como exemplo o uso de SMS por cooperativas de taxi que utilizam a tecnologia para aviso de tempo para locomoção até o passageiro, modelo e placa do carro, cancelamento de viagens, entre outros.

Outro setor importante para a implementação de SMS é o de transporte público, por exemplo, com o envio de alertas e avisos sobre a situação das estações de metrô, operações das linhas, manutenção de trens e até envio de denúncias por parte dos usuários.

Considerando um universo no qual nem todos os brasileiros têm acesso à Internet móvel, o SMS ganha ainda mais importância e chega a atingir uma taxa de abertura de 98%. Além disso, traz as vantagens da entrega da mensagem em tempo real e da possibilidade de segmentação por público.

Tecnologias relacionadas ao mobile e focadas na comunicação em tempo real são frentes estratégicas de comunicação para empresas do setor de transporte que visam superar os desafios atuais, com recursos de baixo custo e elevada eficiência. Também é preciso ter em mente que investir nesse universo é uma oportunidade para tornar o atendimento ao consumidor mais eficiente e dinâmico, consequentemente, ampliando o tão desejado engajamento dos clientes com a marca.

*Por Fábio Matias, Diretor de Negócios Corporativos da Zenvia