A Capital Federal brasileira, Brasília, foi palco entre os dias 24 e 25 de Maio, do ECM Road Show - primeiro congresso regional de gestão de informação da América Latina, que reuniu especialistas do setor para discutirem problemas e soluções do Enterprise Content Management com foco na realidade da administração pública nacional. 

[private] Dois dias de intenso conteúdo. Assim pode-se resumir o que aconteceu na primeira edição do ECM RoadShow Brasília, que reuniu especialistas dos setores público e privado em 14 painéis, entre mesas-redondas e palestras. Inédito no mercado local, o evento levou a um público de 590 participantes, composto por congressistas e visitantes, um conteúdo consistente e focado no dia-a-dia do setor público brasileiro.

O especialista Walter Koch, que possui atuação nacional e internacional em projetos de gestão da informação, professor, consultor e autor de livros no segmento, abriu o congresso com a palestra “Novos Paradigmas para Implantar o ECM”. Durante sua apresentação o especialista repercutiu juntamente com a assistência quais os principais desafios que a administração pública enfrenta para implantação dos sistemas de gestão da informação.

Temas relevantes

A exemplo das empresas privadas, o setor público também enfrenta sérios desafios na gestão documental. A necessidade de melhorar seus processos e dar maior transparência às suas atividades tem levado diversos órgãos a investir em vários projetos.

As experiências que órgãos como a Câmara dos Deputados, representada por Sérgio Falcão; Marcelo Sousa Silva, da Receita Federal e João Alberto Lima, do Senado, foi o tema do talk-show do primeiro dia do evento. Os especialistas falaram como a gestão documental impacta a produtividade no governo. Tanto a Câmara de Deputados quanto a Receita Federal  e o Senado vêm acumulando nos últimos anos, experiências bem-sucedidas que foram compartilhadas com público presente ao encontro.

A mesa-redonda do dia 25, teve Leonardo Pires, líder do Programa Processo Eletrônico do Superior Tribunal de Justiça (STJ);  Pedro Enéas coordenador Secretaria de Infraestrutura Tecnológica da Secretaria Especial de Informática do Senado (Prodasem) e a consultora e especialista em ECM, Neide de Sordi, que habilmente conduziram o debate com os participantes sobre a Gestão da Informação e a Gestão do Conhecimento.

Projetos de grande envergadura como os implementados pelo STJ, que decidiu eliminar o papel do seu cotidiano, e pelo Senado mostram os caminhos que o governo está trilhando no setor e por que ele vem se tornando um grande comprador de soluções e serviços de ECM, foram detalhadamente apresentados ao público como exemplos.

Wilton Tamane, especialista na área de Imaging, falou como a digitalização é a porta entrada para os sistemas de ECM, José Guilherme Junqueira Dias, diretor da ABGD, traçou um retrato preciso da importância de manter uma política de preservação que garanta a integridade e perenidade das informações.

O SharePoint, ferramenta que inclui os conceitos de gestão do conhecimento e colaboração também foi tema do encontro, na apresentação conduzida pelo expert Thiago Cruz Soares, diretor da InPar e parceiro da Microsoft.

João Alberto Lima, líder do Projeto Lexml, rede de informação legislativa e jurídica do Senado mostrou como a organização e disponibibilização dos documentos pode trazer ganhos diversos tanto para as administrações quanto para a sociedade.

Marcelo Sousa Silva, líder do e-Processo da Secretaria da Receita Federal compartilhou conhecimentos adquiridos na gestão por processos com o objetivo de divulgar a base de conhecimento gerada na Receita Federal para acesso aos demais órgãos públicos.

Américo Borghi, analista de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e mestre em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação concentrou sua apresentação no caso prático do órgão que utilizou o processo de criação e internalização de conhecimento para realização de seu planejamento estratégico.

Coroando o evento, o professor mestre e doutor da Universidade de Brasília, Jorge Henrique Cabral Fernandez, abordou uma questão de extrema importância para o funcionalismo: a  gestão da segurança e seu viés com a transparência na interface do relacionamento do governo com o cidadão.

Estudos de Caso

Entre os casos práticos que foram apresentados durante o congresso, um tema bastante importante foi levado pela Montreal por meio de projetos desenvolvidos junto a Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA) e o do Banco Central (BACEN), que mostraram os desafios que precisam ser vencidos no campo dos negócios quando se implementa soluções de gerenciamento de informação e documento.

Por meio de uma visão prática, o especialista Walter Koch, falou pela Most, como as ferramentas e soluções auxiliaram no processo de Compe por Imagem, recentemente implantado no sistema bancário em todo o Brasil com o respaldo da Febraban. A IBM, um dos apoiadores do congresso, compartilhou com os profissionais de Brasília, o aprendizado acumulado em inúmeros projetos desenvolvidos no País e no mundo, por meio das soluções da empresa, com apresentação pelo Manager da área, André Figueiredo.  A Hyland - On Base também levou experiências desenvolvidas junto a Bull mostrado por Carlos Oliveira e Anderson Oliveira. [/private]