A T-Systems Brasil, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, com destaque no Brasil em consultoria SAP, desenvolvimento e sustentação de sistemas/AMS, plataforma cloud privada e IoT, acaba de adicionar mais uma oferta ao seu cardápio de cloud computing: o TPC (Trusted Private Cloud). Com o TPC, a companhia passa a atender demandas por nuvens mais flexíveis, menos complexas e com atendimento self-service.

 

O líder de Operações de Infraestrutura de TI da T-Systems Brasil, Guilherme Barreiro, explica que o usuário do TPC terá acesso a um portal de autosserviço, onde poderá comprar CPUs, memória e disco. “Quando a quota chegar ao final, ele poderá gerenciar sua demanda, comprando mais ou reduzindo a utilização”, afirma.

 

Barreiro reforça que a oferta é um mix dos recursos oferecidos por nuvens públicas com a segurança das nuvens privadas. “A T-Systems vem aprimorando suas ofertas em nuvem há dez anos e chegou ao momento em que atende a todas as demandas de forma integrada”, diz, lembrando que os sistemas do TPC estarão integrados aos demais já oferecidos pelo data center da companhia, conversando entre si.

 

Isso significa que um cliente da empresa que tenha seu sistema de gestão SAP hospedado ali poderá utilizar o TPC para criar um ambiente de desenvolvimento e testar como o aplicativo se integrará ao sistema de gestão. O TPC conta ainda com diferenciais como:

 

  • Modelo comercial baseado em R$;
  • Hospedagem no Brasil, eliminando a latência internacional;
  • Versatilidade, sem proporção fixa entre CPU e RAM;
  • Inexistência de multa para o cancelamento do serviço.

 

Barreiro explica que o TPC será direcionado inicialmente à base de clientes da T-Systems, que poderão contar com a oferta para deixar de contratar serviços complementares. “Por exemplo, clientes que estejam criando novos workloads em nuvem. Com o TPC, eles encontram facilidade de integração com o legado, contando com um ponto único de contato e vizinhança segura”, compara.

 

O modelo se aplica também a clientes de hosting que queiram migrar para a cloud. Com o TPC, eles reduzem o custo da operação, utilizando um ambiente compartilhado, e encontram agilidade e flexibilidade no provisionamento de ambientes.

 

Outros sabores

Além do TPC, o cardápio de ofertas em nuvem da T-Systems Brasil conta ainda com outros dois modelos, todos baseados no data center Tier III da companhia, em São Paulo:

 

  • Nuvem SAP – voltado exclusivamente para a hospedagem de sistemas SAP. Conta com funcionalidades como: twin core nativo, DR nativa, funcionalidades de backup, backup snapshot, nível de governança TS e compatibilidade SAP.

 

  • Nuvem PaaS – conta com as mesmas funcionalidades e nível de segurança do DCS e é voltado para aplicativos legados que sejam tão críticos quanto o sistema de gestão dos clientes.

 

“Com a inclusão do TPC, nosso cardápio se completa. Agora podemos atender a todas as demandas do mercado, com o nível de segurança característico da T-Systems”, conclui Barreiro.