Automation Anywhere lidera o nicho de RPA com uma base de 600 mil robôs em produção sendo desenvolvidos e gerenciados por sua tecnologia. SmartForce será uma extensão da marca no Basil, e contará com a retaguarda de parceiros como Accenture, Deloitte, EY, KPMG, PwC, TCS e Wipro)

SmartForce, especializada em Robotic Process Automation (RPA), acaba de ser nomeada como "National Representative" da Automation Anywhere, maior empresa mundial RPA. Pelo acordo, a SmartForce passa a operar como uma extensão da marca no país, disponibilizando software, suporte técnico, treinamento e consultoria. E representante atenderá clientes de forma direta ou por meio de uma vasta rede de parceiros, como Accenture, Deloitte, EY, KPMG, PwC, TCS e Wipro, entre outros.

A Automation Anywhere fornece software de automação de processos para mais de mil clientes corporativos, em várias partes do mundo. Sua tecnologia é empregada no desenvolvimento de mais de 600 mil robôs em produção, nas maiores empresas globais, e em centenas de aplicações que incluem, por exemplo, gerenciamento de documentos e registros, processos de recursos humanos, gestão de relacionamento com clientes e processos de tecnologia da informação.

De acordo com Anubhav Saxena, vice-presidente executivo da Automation Anywhere, o principal interesse das empresas na adoção de "bots" é automatizar tarefas repetitivas dos trabalhos, permitindo adicionar valor ao trabalho humano, ao mesmo tempo que se evitam erros. "Um bot é capaz de realizar funções numa velocidade muitas vezes maior do que no processo manual, acelerando a produtividade, eliminando retrabalhos, com erro zero", afirma o executivo.

A Automation Anywhere  é também pioneira nessa área, com 14 anos de atuação especializada em tecnologia para automação de processos. Sua base de clientes corporativos em 396 novas empresas em 2017, representando mais de um grande contrato novo a cada dia do ano passado.

A lista de novos usuários de sua plataforma RPA inclui alguns gigantes como Cisco, Google, Huawei, FedEx e Rabobank. Ainda em 2017, a Automation Anywhere teve um crescimento de 411% nas vendas para clientes já ativos ("upselling") e um aumento de receita de 146% em comparação com o ano anterior.

Segundo Weslyeh Mohriak, Sócio e CEO da SmartForce, a adoção de software para automação de processos ganhou muita velocidade nos últimos 2 anos. "Esse movimento foi impulsionado pela disponibilidade de tecnologias mais sofisticadas e voltadas para o mundo corporativo, ao mesmo tempo que incorporam mais facilidades para implementação e desenvolvimento dos bots", afirma ele.

A primeira "Bot Store" do mercado

Recentemente, a Automation Anywhere anunciou nos EUA o lançamento da primeira "Bot Store" mundial. Trata-se de uma plataforma de robôs pré-construídos, desenvolvidos e disponibilizados para serem acessados pelos usuários, e capazes de executar funções comuns a diversos segmentos, resolvendo necessidades de muitas empresas.

Com esse ecossistema de bots, a Automation Anywhere possibilita a aceleração da adoção da tecnologia, com bots testados e funcionalidades de grande utilidade, facilitando o trabalho de automação nas corporações.

A plataforma de RPA da Automation Anywhere é reconhecida por sua capacidade de suportar o desenvolvimento, implementação e gerenciamento de ambientes de força de trabalho digital com emprego intensivo de bots, com grande e comprovada escalabilidade, com controle centralizado e total segurança em ambientes corporativos.

Esta estrutura oferece um grande número de "dashboards" ricos em informação de processo e múltiplas funcionalidades, como o gerenciamento de carga de trabalho para execução de bots em computadores diferentes, a organização de prioridades e flexibilidade para atendimento de picos de demanda.

O módulo Bot Insight oferece dashboards com informações como a análise de ROI por bot, análises de probabilidade de falhas na execução dos bots, e análises de performance de bots individuais e em grupo.

O IQ Bot é o componente cognitivo que, através do uso de inteligência artificial e "machine learning", captura e reconhece dados não estruturados.