Para uma tecnologia de fato ser revolucionária, ela deve possuir algumas características: criar uma mudança social por meio da adoção e da propagação da solução; satisfazer uma nova necessidade que até então não existia; oferecer produtos e serviços mais simples e até mais acessíveis às alternativas já consolidadas; ser uma ameaça para concorrentes estabelecidos e criticada por organizações que não desejam mudar o status quo.

Em relação aos dados, mais especificamente sobre seu armazenamento, tivemos algumas tecnologias revolucionárias até chegar à mais atual: a totalmente flash.

No passado, já houve uma mudança significativa na migração da tecnologia de disco rotativo para o armazenamento de discos de estado sólido (SSD), exemplo do walkman para MP3 players flash. Assim, percebemos quando a antiga tecnologia se foi, e não quando a nova chegou: é o caso da maioria dos laptops que agora usam o armazenamento flash - gerando um sensível aumento de velocidade, só notado se você voltar ao passado e utilizar o disco rígido para fins de comparação.

Essa revolução chegou às empresas, mas ela não é percebida muitas vezes. Estamos migrando rápido para o momento no qual as partes móveis físicas do ambiente de TI serão restritas a ventiladores de refrigeração. Os discos rígidos estão deixando de existir e estão sujeitos a ser relegados a apenas intermediar backups - antes que os dados antigos sejam arquivados em fita.

Num futuro próximo, será simples e acessível armazenar tudo em flash - pronto para ser acessado e analisado a qualquer momento. Os fornecedores que ainda dependem de discos rígidos para adquirir um armazenamento de desempenho são confrontados pela tecnologia totalmente flash que melhora a performance, agregando velocidade, confiabilidade e acessibilidade de forma simples.

A adoção dessa tecnologia que provê acesso à informação em tempo real exige também mudança cultural e de processos numa organização. A cultura corporativa também deverá mudar e acompanhar essa evolução rumo às decisões cada vez mais ágeis e estratégicas de negócios. Ao resolver problemas com desempenho e confiabilidade do sistema, os profissionais de TI podem inclusive construir uma relação mais forte de confiança com as partes interessadas nos negócios.

Em qualquer setor, quem já está estabelecido normalmente possui processos e modelos de negócios que visam preservar todo o legado conquistado. Logo, antecipar-se às demandas do amanhã, além de romper uma cultura e uma rotina não são tarefas fáceis. Toda organização é projetada para dar suporte aos modelos de negócios atuais. Adotar uma tecnologia mais simples, mais barata e acessível, por mais incrível que pareça, pode significar uma sabotagem ao que já existe.

 

Paulo de Godoy

Gerente geral de vendas da Pure Storage no Brasil