Através de um único clique, a ferramenta RMail cria mensagens criptografadas e produz uma trilha auditável com qualidade forense. O recurso especial RShare transmite mensagens criptografadas de até 500 Mb também em um único clique

RPost, empresa que detém a maior rede global de mensagens de Email Registrado em nuvem - a RMail - acaba de ser homologada pela Associação de Consultores Profissionais de Compliance da Inglaterra (APCC) como a primeira solução de mensagens seguras do mercado capaz de oferecer conformidade plena com as diretrizes de proteção de dados da nova legislação europeia GDPR.

Considerada a lei de proteção de dados pessoais e empresariais mais rigorosa até hoje, a GDPR  (Regulação Geral de Proteção de Dados da União Europeia) entrou em vigor em 2016, mas passa a ter valor efetivo a partir de 25 de maio próximo.

Entre as diretivas da nova regulação estão pesadas exigências e penalidades voltadas para garantir a  proteção, sigilo, rastreabilidade e auditabilidade forense de dados de terceiros por parte de provedores de serviços e empresas que mantenham qualquer tipo de transação comercial com os países da Europa.

Na avaliação da APCC a tecnologia RPost  permite que, com o uso de um simples plug-in proprietário para envio de email, sem restrição de plataforma e sem exigir a instalação de aplicativos, as empresas possam cumprir as exigências forenses relacionadas à GDPR tanto na transmissão quanto na guarda de informações sensíveis constantes no corpo ou nos anexos de e-mails.

A plataforma RMail propicia, através de um só clique de mouse, a criação de mensagens criptografadas com comprovação de entrega e uma trilha de auditoria fim a fim para e-mails confidenciais e sujeitos a normas de privacidade. O RMail também dispõe de uma área de armazenamento de alta segurança em nuvem pública e com acesso à mensagem exclusivamente concedido  para o remetente original da mensagem com suas credenciais eletrônicas invioláveis e sua respectiva chave criptográfica.

De acordo com Fernando Neves, CEO da RPost Brasil, esse conjunto de facilidades vai ajudar muitas empresas a cumprir as regras do GDPR ligadas a trocas de mensagem em comércio eletrônico ou em outras transações comerciais envolvendo países da Europa. A adoção do serviço dará garantia de segurança jurídica, por exemplo, para a permissão controlada de uso, guarda de manejo de dados,  um tipo de documento contratual que os usuários de dados hospedados precisarão fornecer para os custodiantes dassas informações.

"Como a criptografia e a trilha de auditoria são criadas com um simples toque num link da RPost, os gestores da informação poderão tornar mais ágil e confortável para o usuário a emissão dessas permissões, que são essenciais para evitar as sanções por eventuais vazamentos ou mal uso de dados desses usuários por terceiros não autorizados", afirma Neves.

Segundo o executivo um número elevado de empresas multinacionais, além de órgãos de governo, escritórios de advocacia e empresas detentoras de copyright e propriedade intelectual já usam o RPost em função de suas características forenses e esse uso deve crescer significativamente após a vigência da GDPR.

Com o uso do RPost, as empresas conseguem criar um ambiente de mail mais seguro contra ataques de fishing, vírus, spam, ransomware e perda de dados. Os usuários contam também com a solução segura de formulário eletrônico RForms e com um recurso exclusivo para a transferência de documentos pesados (até 500 GB) com criptografia, envio e criação de comprovante fidedigno digital através de um único toque.