Modernizações nos sistemas do hospital ajudam no atendimento mais rápido e eficiente dos pacientes

FICHA TÉCNICA:

Empresa
Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Responável pelo envio
Raul Fagundes Neto

Fornecedor
Dimension Data

Site
dimensiondata.com

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz, um dos melhores centros hospitalares da América Latina, fechou uma parceria com a Dimension Data, multinacional focada em serviços de tecnologia da informação e provedora de soluções de planejamento, suporte e gerenciamento de infraestrutura de TI, em três projetos para modernizar seu data center, sistemas de telefonia e rede wireless.

Com 4 mil colaboradores e mais de 3.700 médicos ativos, o hospital tem uma alta demanda por serviços de saúde, e suas operações precisam estar sempre disponíveis. Qualquer instabilidade em sistemas pode impedir a comunicação entre pacientes, colaboradores e médicos.

Um dos projetos de grande magnitude realizado pela Dimension Data no Hospital Alemão Oswaldo Cruz foi o do sistema de telefonia. O projeto tinha como objetivo trazer maior estabilidade no ambiente e aumentar a disponibilidade dos serviços, por meio de equipamentos de última geração. Ele contemplou todas as unidades do hospital – Complexo Hospitalar, Unidade Campo Belo, Unidade de Sustentabilidade Mooca e Centro de Obesidade e Diabetes.

Até o momento, foram 1.500 aparelhos da Cisco, entre dispositivos sem fio, telefones convencionais, modelos com câmera para a gerência, entre outros. “Conseguimos trocar os 1.500 aparelhos em apenas três dias e o sistema de call center em um dia, foi um tempo recorde”, contou o supervisor de infraestrutura e operações de TI do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Cesar Lisboa. “Logo em seguida, a operação sofreu zero impacto. O planejamento e a competência técnica e de gestão da Dimension Data foram essenciais para o sucesso do projeto.”

Os colaboradores também observaram os resultados positivos, com elogios sobre os aparelhos mais sofisticados e a telefonia sem fio que ajuda na mobilidade do dia a dia, além de sistemas sem paradas para os telefonistas, e mais eficiência para os supervisores na gestão do call center.

Para suportar essa modernização, a Dimension Data migrou os servidores físicos do hospital para uma infraestrutura virtual, baseada na linha de servidores de Blade UCS da Cisco. Associada à capacidade de “stateless computing”, ela contribuiu para a criação de um plano eficaz de recuperação de desastres. O objetivo principal era fazer com que o segundo data center (DR) suportasse as operações em um momento de crise do data center principal.

Depois do mapeamento de todos os serviços que rodavam no data center de produção e da montagem da arquitetura mais adequada no data center secundário, o resultado foi um ambiente quase 100% virtualizado, uma estrutura mais enxuta com a eliminação de dois racks de servidores físicos, gerando economia de espaço, de energia e de uso de ar condicionado, e o principal: disponibilidade contínua das operações. Além disso, a TI do hospital ganhou um melhor monitoramento do ambiente, com mais visibilidade e controle.

Por fim, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz precisava criar toda a estrutura de rede da nova Unidade Referenciada Vergueiro, prevista para ser inaugurada no segundo semestre de 2017. A rede deveria estar ligada à matriz, onde os data centers estão localizados, e era preciso otimizar recursos para essa expansão, garantindo desempenho.

Os desafios e dificuldades aumentam quando a necessidade de extensão da rede wireless torna-se uma demanda do negócio. Com base nesses requisitos, o projeto foi adequado com o uso da linha de switches de alta performance e disponibilidade de resiliência da Cisco, o Nexus 9000 series. Tudo isso para que o usuário tenha a mesma experiência de rede de alta qualidade que já é oferecida na matriz.

“Foi um projeto grande e os prédios tinham arquiteturas e estruturas diferentes, tornando o cenário mais complexo. Havia um prédio dos anos 1940, outro de 1970 e outro de 2000”, explicou Cesar Lisboa. A solução foi  realizar uma vistoria e estudo do local e das plantas do hospital para mapear possíveis lacunas para o sinal da rede e executar o projeto da forma mais assertiva possível, cobrindo todos esses pontos de falha.

A Dimension Data conseguiu implementar uma infraestrutura de rede moderna para a nova unidade, com uma rede wireless corporativa e uma rede aberta para os pacientes e visitantes. Ambas são interoperáveis com as redes da matriz, o que significa que os funcionários e pacientes se conectam automaticamente nos dois locais. Além disso, a alta disponibilidade foi um requisito conquistado, o que significa que se houver uma falha na rede da nova unidade, a matriz consegue assumir sua demanda também.

Um diferencial importante para o hospital foi o recurso social media login, que permite aos usuários se registrarem e acessarem a internet utilizando as credenciais de seus perfis de rede social. Para atender a todos os requisitos de conectividade e acesso do projeto de Wi-Fi, foi usada a solução wireless da Cisco baseada em controladoras e access points de ultima geração, além do uso do Cisco CMX (Connected Mobile Experiences) para a integração com as redes sociais.

Após a implementação dos projetos, a Dimension Data também assumiu o monitoramento da infraestrutura de rede e da operação crítica do hospital, com serviços de suporte a esses ambientes. “Consultamos outros clientes da Dimension Data para saber sobre a capacidade dela em suportar operações críticas, e recebemos ótimas recomendações, além de já termos observado sua qualidade técnica durante o andamento dos projetos”, disse Cesar Lisboa. “O objetivo da gestão do hospital era trazer uma empresa de porte que suportasse nossa operação, que nos desse segurança, que fosse muito bem avaliada no mercado e que fosse nossa parceira em momentos de tomada de decisão”, complementou.