Muito barulho tem sido feito sobre IA (Inteligência Artificial) e o futuro do nosso dia a dia, o futuro das profissões, empresas, negócios e assim por diante.

Esta discussão principal tem soado de maneira alta em muitas empresas, já que as pessoas estão tentando descobrir quais os níveis de robotização e automação que serão usados, e em quanto tempo e quais níveis de emprego desaparecerão do do por assim dizer ‘rol de profissões humanas’, substituídos por robôs de Inteligência Artificial.

Então, qual é realmente o ponto sobre isso?

Em relação às soluções digitais de marketing e marketing como um todo, o cenário estatístico atual mostra que, nos Estados Unidos, nosso benchmark principal neste ramo, em média, 51% das empresas estão atualmente usando automação de marketing. Com mais de metade das empresas B2B (58%) planejam adotar a tecnologia.

Além disso, algumas outras estatísticas mostram que 67% dos líderes de marketing usam uma plataforma de automação de marketing, 91% dos usuários de automação de marketing concordam que é "muito importante" para o sucesso geral de suas atividades de marketing on-line, 27% das empresas dizem que ainda consideram "novos" para a automação de marketing e os líderes da indústria são 67% mais propensos a usar uma plataforma de automação de marketing.

Isto posto, pode-se prever que, ao longo dos anos seguintes, a IA acabará por assumir algumas das tarefas mais operacionais e repetitivas, como design de logotipos, carteiras de marketing básicas, trabalhos de arte web para sites e assim por diante.

Na verdade, acabei de comprar o trabalho de arte e criação do diretamente da web para projetar o logotipo da minha própria empresa, incluindo um kit de mídia social e toneladas de informações, de uma empresa canadense. Depois de alguma pesquisa, descobri que eles têm um motor IA completo no backend trabalhando para isso. Em outras palavras, eu estava completamente (e bem) atendido por um robô!

E nesse sentido, eu entendo que apenas as tarefas e funções que exigem experiência, decisões mais profundas / emocionais, bem como instintos, são as que não serão tomadas pelos robôs no futuro próximo. E isso vale para muitas outras áreas e profissões.

 

Carlos Rodrigo P. Montagner

Gerente de TI/ Diretor de TI/CTO