Cinco previsões sobre Inteligência Artificial para 2023

Cinco previsões sobre Inteligência Artificial para 2023

À medida que chegamos ao fim deste ano, nota-se quanto recursos tecnológicos como Inteligência Artificial e analytics ganharam mais força e relevância no dia a dia das empresas. E, para 2023, o que as organizações devem esperar? Para responder à questão, o time global de especialistas do SAS, líder em analytics, preparou uma lista com as cinco principais tendências sobre o uso de Inteligência Artificial para o próximo ano, confira:

IA entra em uma fase “menos é mais”

A inteligência artificial proliferará à medida que as organizações perceberem que “menos é mais”, e, silenciosamente, desviarem o foco da inovação “por atacado” como um objetivo. Em vez disso, a IA será aplicada a um espectro mais amplo de pontos de decisão e ações menores, cujo impacto coletivo é maior do que a soma das partes

Assim, paradoxalmente, há uma transformação cada vez mais ousada à medida que as organizações e seus funcionários se tornam amplamente conscientes e confortáveis usando essas tecnologias

IA reconhecerá todos os vieses

As discussões em torno do viés da tecnologia geralmente envolvem apenas o lado negativo – e como evitar que esses vieses causem danos. Em 2023, a indústria também começará a examinar a possibilidade de viés positivo – e se podemos injetá-lo na IA para ajudar a moldar um mundo com mais equidade

Hospital com IA torna-se realidade

Os principais hospitais e outras organizações do setor de saúde do mundo mostraram como o hospital com a IA pode se tornar realidade trazendo inteligência e análise para a beira do leito. A IA multimodal impulsionará a descoberta de sinais e insights em vários fluxos de dados paralelos, como imagem, genômica e registros clínicos

Essa tendência permitirá que outros players do setor sigam o exemplo e procurem IA conectada para melhorar a tomada de decisões clínicas, obter sistemas de alerta precoce em ambientes de cuidados críticos e monitorar a adesão a importantes protocolos.

Empresas estabelecerão diretrizes perante reguladores

Em 2022, a indústria de tecnologia começou a se unir para discutir questões de ética na IA. Em 2023, empresas podem se voluntariar para assumir diretrizes e começar a estabelecer por si mesmas quais são seus limites para riscos e princípios específicos antes das regulamentações governamentais. Porém, isso só funcionará se a indústria continuar a desmistificar a Inteligência Artificial com exemplos claros e definições padrão que reduzam o medo em torno da tecnologia.

Democratização de data science para operacionalizar IA

A demanda por cientistas de dados cresceu e as empresas disputam os melhores talentos, o que leva à dificuldade em colocar modelos em produção para operacionalizar a Inteligência Artificial. Ao mesmo tempo, as organizações estão reconhecendo que a ciência de dados não é mais uma habilidade apenas para poucos técnicos e todos devem ser capacitados para trabalhar com dados confortavelmente

Em 2023, as empresas devem consolidar diversas soluções de IA e analytics em torno de ferramentas modernas, abertas e multilíngues que aumentarão a produtividade da ciência de dados, capacitarão os usuários finais a realizar tarefas básicas de analytics e permitirão que os cientistas de dados se concentrem nas tarefas principais. Ao democratizar analytics, mais pessoas podem entrar nessa área.

Share This Post

Post Comment