Nos Centros de Processamentos de Dados (CPD), hoje, mais conhecidos como Datacenters, são concentrados os equipamentos de processamento e armazenamento de dados de uma empresa ou organização de forma proprietária ou utilizando empresas terceirizadas especializadas nesta atividade. Em sua grande maioria, são projetados com extrema segurança, abrigando milhares de servidores e bancos de armazenamento de dados, processando e salvaguardando grande quantidade de informação.

Com a evolução da tecnologia e o advento das soluções “Nas Nuvens”, cada vez mais a segurança dos Datacenters tem sido colocada a prova. “Engana-se quem pensa que estas estruturas e empresas são vítimas apenas dos crimes virtuais e invasões on-line. Diversos riscos físicos colocam em xeque os melhores Datacenters do Mercado e, consequentemente, as informações residentes em seus equipamentos”, afirma Gustavo Rizzo, diretor da Vault, empresa especializada em Barreiras Físicas de Alta Segurança (Equipamentos Blindados, Bollards e Projetos Especiais) e Sistemas Integrados de Segurança (Controle de Acesso, CFTV e Alarmes).

Entre as ameaças que devem ser prevenidas estão fogo, calor, fumaça, gases corrosivos, água, vazamentos, acesso indevido, roubo, furto, escombros, explosão, poeira, armas de fogo, pulsos eletromagnéticos e inclusive desastres naturais. Dentre os principais aspectos a serem considerados, está o acesso indevido e a manutenção da integridade dos equipamentos, tornando a blindagem arquitetônica um item indispensável à segurança dos Datacenters, além do controle de acesso dos ambientes e dos Racks, plataforma e equipamentos para Vídeo Monitoramento, e a integração com os sistemas de alarme de incêndio e invasão.data center

Já a blindagem eletromagnética, outra crescente demanda do setor, consiste na aplicação de painéis de aço e cobre revestindo o perímetro do Datacenter; e garante a proteção contra a constante emissão de frequências eletromagnéticas que podem deteriorar os aparelhos, ocasionado prejuízo aos sistemas e, consequentemente, à produtividade da empresa.

Um dos exemplos da Vault foi a implementação de blindagem contra Interferência Eletromagnética no Datacenter da empresa de call center Contax, em sua unidade no Recife. O projeto, desenvolvido especialmente para o call center, contou com a utilização de materiais diferenciados da blindagem convencional, como aço e vidro.

Além da Contax, a Serpro Brasília recebeu blindagem de todas as paredes das salas do CPD (05 salas) com cerca de 1000 m2 contra invasão e proteção eletromagnética. Já a Nextel investiu em eclusas blindadas de acesso aos Datacenters dos centros de operação no Rio de Janeiro e em São Paulo.

“Os principais resultados obtidos foram o desencorajamento de ações criminosas contra instalações e informações confidenciais; o monitoramento constante de atividades nas áreas restritas e Racks com equipamentos de armazenamento de dados; a agilidade na detecção de ocorrências e situações críticas; e a total integração entre Controle de Acesso, Vídeo Monitoramento, Gerenciamento de Barreiras Físicas e Alarmes. Isso comprova que o investimento na proteção dos Datacenters é uma decisão acertada”, finaliza Rizzo.