Executiva da Stratlab explica que canal deve ser parte de uma estratégia bem mais ampla

A transformação digital obriga as empresas a se adaptarem a um mundo novo, que se revela ainda mais novo todos os dias. E não se trata de uma simples corrida contra o tempo, mas de estar preparado para mudar os processos para enfrentar o cenário que impacta as marcas e a sociedade, alterando definitivamente as relações com clientes.

"Isso tudo inclui vendas e a forma como sua equipe vai trabalhar. Mas você pode ter coelhos na cartola, se agir rapidamente e entender a realidade do mercado, do mundo digital, da nova forma de comprar, que muda tudo na forma de vender", comenta Fernanda Nascimento, diretora da Stratlab Inteligência Digital, empresa de inteligência estratégica, que atua do planejamento de marketing à conversão em vendas.

Ela enfatiza que Social Selling não significa apenas usar as redes sociais para falar com clientes. "Essa é uma das faces de um sistema bem mais amplo, que requer estratégia e conteúdo, entre outras ferramentas e recursos de tecnologia e dados, além de treinamento contínuo e integração de equipes", destaca a executiva da Stratlab, que desenvolveu o whitepaper Social Selling: como atrair clientes no ambiente digital.

O Social Selling se faz com um planejamento estratégico muito bem elaborado, que utiliza as redes sociais para reconhecer, conectar, convencer e converter leads em clientes. "Tudo com base em conteúdos que geram confiança e incorporam valores e princípios das marcas. Assim, criam-se relacionamentos que geram negócios".

Esse processo funciona melhor nas vendas B2B. "Isso porque vivemos uma era centrada no cliente, onde temos ferramentas para acompanhar sua jornada e oferecer todos os conteúdos que importam em toda a compra".

Existe um investimento de recursos financeiros e tempo e disposição para tudo, inclusive para enfrentar resistências internas. Mas se a empresa tiver uma boa estratégia, fica mais fácil envolver as equipes.

Essa estratégia deve focar potenciais clientes, os leads, divididos em personas, com necessidades específicas em cada estágio de compra. A partir desse perfil, definem-se os conteúdos que importam para eles nessa jornada.

Estratégia e conteúdo definem o sucesso no Social Selling, mas, como vimos, eles são parte de uma verdadeira engrenagem que precisa funcionar de forma integrada e com permanente controle.