IBM: 5 previsões tecnológicas para 2024

IBM: 5 previsões tecnológicas para 2024

Da inteligência artificial generativa aos avanços na computação quântica, 2024 parece um ano disruptivo em que a tecnologia continuará a avançar a passos largos. O que o futuro nos reserva?

Estas são 5 previsões da IBM que marcarão a agenda de negócios no próximo ano:

IA generativa não é uma solução mágica

Os líderes empresariais perceberam lentamente que, por mais entusiasmante que a IA generativa (IAG) seja, ela não é necessariamente a tecnologia certa para resolver todos os problemas. Essa tendência irá acelerar à medida que as organizações percebam que existe uma gama mais ampla de tecnologias de IA para aproveitar, como os modelos fundacionais. Esses modelos podem resolver problemas ou necessidades específicas das empresas, otimizando seus próprios dados.


A crise da meia-idade levará o ransomware a uma transformação

O ransomware poderá enfrentar uma recessão em 2024: muitos países se comprometeram a não pagar resgates e cada vez menos empresas se rendem à pressão, criando um problema de fluxo de caixa para os cibercriminosos. Embora esteja prevista uma mudança significativa nos ataques de extorsão, o ransomware não desaparecerá, mas sim sofrerá um makeover, uma vez que se concentrará nos consumidores ou nas pequenas empresas, onde as exigências de resgate serão menores.


A união será a força em torno da IA ​​generativa

Hoje, nenhum modelo de IA generativa domina tudo. O futuro será moldado por uma comunidade aberta, com acesso à tecnologia de IA confiável que possa ser facilmente integrada em soluções e ofertas. O ecossistema tecnológico será fundamental para impulsionar a IAG nas empresas à medida que novos tipos de computação, armazenamento e modelos fundacionais continuam a se desenvolver. Esta abordagem promoverá uma maior cooperação e concorrência para levar soluções ao mercado rapidamente.
 

É hora das empresas conhecerem sua própria criptografia

Os sistemas quânticos continuam a avançar. Alguns estudos sugerem que, até 2030, eles poderiam ter a capacidade de quebrar os protocolos de segurança mais usados ​​no mundo. Considerando que os computadores que usamos hoje são vulneráveis​​ao roubo de dados que podem ser quebrados no futuro, as empresas devem identificar sua criptografia para fazer a transição para criptografia resistente à computação quântica (Quantum-Safe). Algumas estimativas mostram que esta mudança pode levar até 15 anos.


Com mais IA, maior presença da edge computing nos negócios

Mais empresas poderão mudar a sua estratégia de data center para a edge computing em 2024 para atender às necessidades de processamento de dados da nova era da IA. Isto permite uma distribuição das operações de informática por uma rede de diversos locais, aumentando a sua disponibilidade e possibilitando a utilização e análise de dados em tempo real, localmente. Além disso, reduz os custos de rede e ajuda a enfrentar os desafios de segurança da IA, ao mesmo tempo que respeita os requisitos regulamentares.

Share This Post

Post Comment