Transformação digital deve ser o foco das empresas para 2023

Transformação digital deve ser o foco das empresas para 2023

Por Waldir Bertolino, Country Manager da Infor no Brasil

A transformação digital está presente em todas as empresas atualmente, e espera-se que, em 2023, o impacto que ela traz para o desenvolvimento das organizações seja ainda maior. Essa reforma pode ser definida como a aceleração das atividades, processos, competências e modelos empresariais decorrentes da utilização de tecnologias, que promovem mudanças e impactam o andamento dos negócios, deixando o mercado ainda mais competitivo

O uso de tecnologias já é uma realidade em diversas áreas e, principalmente, nas grandes empresas, sendo adaptada a cada realidade. Ela está presente desde o desenvolvimento de aplicativos, como os de mobilidade urbana e as extensões do Google (agenda, drive, meet, etc.), até sistemas operacionais, soluções de gestão de negócios na nuvem e infraestrutura

A transformação digital ocorre no mercado há muito tempo, mesmo assim foram uma surpresa para as empresas que não estavam totalmente prontas para incorporar as novas tecnologias no dia a dia. As organizações que já se preparavam e modificaram seus sistemas operacionais não tiveram grandes problemas com essa transição

Investir em digitalização é mais que simplificar processos,  é visto hoje como transformar antigos modelos de negócios para que possam abrir novas oportunidades para as organizações, que devem traçar novas estratégias para ter essa transformação como um aliado.

Digitalização nas empresas

Para abraçar a transformação digital é preciso entender que ela ocorre nos mais diversos níveis. Ela está presente desde a digitalização dos inventários de centros de distribuição, até na utilização de sensores para monitoramento de frotas e visualização da disponibilidade nos estoques. A utilização das tecnologias nos mais diversos pontos da cadeia agiliza os processos e evita a perda de produtos durante o caminho da produção ao armazenamento

A mudança de mentalidade das empresas, que agora visam alcançar o objetivo de se tornarem cada vez mais modernas, influencia diretamente no desempenho de seus colaboradores. A inovação, alinhada ao trabalho em conjunto das equipes, pode garantir melhores resultados e o destaque no mercado. Tecnologias mais atuais reduzem o tempo de uma função, por isso as organizações precisam considerar reestruturar alguns de seus processos para serem mais competitivas. Investir em transformação digital hoje é garantir agilidade e economia nos processos de amanhã

Segundo o Índice Global de Inovação de 2022, o Brasil se encontra na 54º no ranking do IGI, se destacando pelo importante avanço em produtos de inovação. Comparando essa colocação com os dados da Confederação Nacional da Indústria do nível de produtividade do trabalho na Indústria, que apresentava um crescimento de apenas 8,8% entre 2000 e 2016, é possível observar como a implementação de novas tecnologias no cotidiano das organizações aumentou a produtividade dos setores.  Para que o Brasil alcance posições ainda melhores no IGI, é preciso que o investimento em inovação e capacitação aumentem e que a indústria busque ser cada vez mais competitiva, tanto a nível nacional quanto internacional.

O primeiro passo para a digitalização consiste em desenvolver uma estratégia abrangente pensando na experiência dos usuários, diferente da maioria dos modelos tradicionais, que pensam nas funcionalidades e buscam apenas encontrar uma solução para os desafios atuais. À medida que o planejamento digital é desenvolvido, as estruturas dos processos são adequadas para proporcionar a melhor experiência possível, prezando pela praticidade enquanto se concentra na inovação tecnológica para alcançar seus objetivos. Uma boa estratégia deve seguir três pontos fundamentais:

Governança - após decidir a estratégia digital, é preciso que a governança tenha uma presença ativa, apoiando as principais  decisões-chave do negócio

Integração - as tecnologias estão em constante evolução para agilizar os projetos, e as estruturas de TI, precisam acompanhar essas mudanças. As soluções precisam ser devidamente integradas, permitindo que as empresas iniciem seus processos de digitalização e criem  sistemas flexíveis. Soluções rígidas dificultam a integração e tornam o negócio estático, além de gerar maiores custos

Interoperabilidade - A digitalização trouxe um benefício sem precedentes para as empresas: a possibilidade de interoperar dados e serviços, que antes trabalhavam de forma isolada, elevando os níveis de eficiência operacional e da própria  performance das equipes. Interoperar dados através de um serviço compartilhado é uma tarefa colaborativa, ou seja, a organização precisa estar disposta a arcar com os custos das tecnologias, enquanto o colaborador precisa se dispor a aprender sobre elas e entregar um serviço de qualidade.

A transformação digital e a utilização das novas tecnologias são as responsáveis pela forma que o mercado e as instituições estão operando atualmente, optando por maneiras não convencionais de realizar as funções. A digitalização das empresas é uma forma delas saírem do trabalho engessado e contarem com a criatividade, rapidez e flexibilidade dos sistemas e dos colaboradores para, juntos, alcançarem o objetivo final mais desejado: a inovação

Investir em tecnologia é investir no seu próprio crescimento, e as organizações que já perceberam isso estão correndo atrás de desenvolver suas estratégias e encontrar soluções que lhes  favoreçam e agilizem seus negócios para 2023.

Share This Post

Post Comment