Se em 2014 os termos big data e analytics deram o que falar, em 2015 não será diferente. A chance deles comandarem as discussões sobre os rumos da tecnologia e dos negócios é grande. Mesmo com outros assuntos entrando na pauta com mais maturidade, é o caso da Internet das Coisas e aplicativos para mobilidade, o fato é que executivos e especialistas apontam que o futuro de diversos mercados está na compreensão que o mundo foi inundado por informações e elas precisam ser transformadas em lucros.

Nos últimos dois anos temos produzido mais informações do que toda a existência da humanidade. Isso cria um ambiente propício para soluções novas. De acordo com o IDC, o mercado impulsionado pelo big data e analytics saltará de US $ 3,2 bilhões em 2010 para US $ 16.9 bi em 2015.

- As novas tendências na gestão de documentos e informações será um dos destaques no ECMSHOW 2015, que, em sua sexta edição, traz um formato novo, com 3 eventos presenciais (em 01 e 02 de setembro) e mais 10 congressos virtuais durante todo o ano. Acesse o site do ECMSHOW para ver mais sobre o evento presencial e a agenda dos eventos virtuais. -

Como esses dados não são produzidos mais nas fronteiras das empresas, a análise deles para gerarem novos negócios precisa ser revolucionada. Relatórios mais visuais em vez das planilhas e dashboards existentes precisam ser criados. Considerando que a mobilidade irá superar cada vez mais as redes fixas, isso se tornará essencial para os negócios.

As novas soluções devem não apenas mostrar o que está ocorrendo, mas o por quê e, principalmente, o que fazer a respeito. O ano de 2015 para o big data e analytics foi destaque no site VentureBeat.