A SST da sua empresa já passou pela transformação digital?

A SST da sua empresa já passou pela transformação digital?

Por Renan Soloaga, CEO da Indexmed

Muito se ouve falar a respeito da transformação digital nas empresas, mas ainda existem dúvidas de como e onde aplicar essa mudança que, para muitos, ainda é uma quebra de paradigma. Essa transformação começa em uma mudança de mindset não apenas dos gestores, mas de toda a organização. É entender e utilizar a tecnologia disponível para melhorar seu desempenho operacional e otimizar os resultados. O mesmo se aplica nos processos ligados à área de Saúde e Segurança do Trabalho (SST).

Tecnologias como Inteligência Artificial (IA), Cloud Computing, Internet das Coisas (IoT), entre outras, já estão presentes em grande parte dos dispositivos e aplicativos que utilizamos em nosso cotidiano. Elas podem ser aplicadas nas rotinas de SST a fim de tornar os processos mais seguros, eficientes e dinâmicos, apoiando as empresas para atingirem um alto nível de compliance.

Portaria nº 211, de 11 de abril de 2019, por exemplo, estabelece prazos para que as empresas passem a utilizar a assinatura eletrônica na documentação de SST, desde que dentro dos padrões da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). De acordo com artigo 3º, a forma de assinatura, guarda e apresentação de documentos prevista no art. 1º é inicialmente facultativa, tornando-se obrigatória nos prazos contados da vigência da Portaria.

A virtualização de toda a documentação de SST reflete a tendência da adoção da cultura peperless pelas companhias, reduzindo praticamente a zero a emissão de papel. Ainda assim, a apresentação de documentos em papel poderá ser aceita quando sua geração em formato digital for comprovadamente inviável, seja em razão de sua natureza ou do local onde a fiscalização venha a ser realizada. Isso dispensa a necessidade de ocupar espaços dentro da organização com arquivos e grandes volumes de caixas e papel, como era feito antigamente. Sem mencionar no risco de perda por deterioração do material, umidade e até em casos de incêndio.

A virtualização dos procedimentos de envio de documentação ao eSocial promoveu mais segurança e agilidade e permitiu que os profissionais de Recursos Humanos tenham uma visão estratégica dos prazos e processos a serem cumpridos. Sua automatização evita o descumprimento de prazos e o pagamento de multas por irregularidades no processo. No dia 1º de janeiro encerrou o prazo para as empresas, incluindo as Pequenas e Médias Empresas (PMEs), iniciarem o envio das obrigações de SST ao programa, como S-2210 (CAT), S-2220 (ASO) e S-2240.

As clínicas de Medicina do Trabalho também podem ser muito beneficiadas com a adoção de novas tecnologias para otimizar procedimentos como agendamento de exames - admissional, periódico e complementar, de mudança de função, retorno ao trabalho e demissional -, envio de resultados para as empresas e acompanhamento do histórico de cada colaborador.

A transformação digital é uma iniciativa sem volta. A tendência é que cada vez mais processos sejam virtualizados. Use a tecnologia para apoiar a sua empresa no cuidado com a saúde e segurança dos seus colaboradores enquanto estiverem em seu ambiente de trabalho. O impacto na produtividade e nos resultados do seu negócio serão bastante expressivos.

Share This Post

Post Comment