Segurança no Carnaval 2024: como se proteger dos golpes digitais

Segurança no Carnaval 2024: como se proteger dos golpes digitais

À medida que o Carnaval se aproxima, a Sinch, líder em comunicações seguras, destaca a importância de se proteger contra golpes digitais, especialmente os que acontecem por meio de mensagens de texto (SMS), conhecidos como smishing. A Associação de Defesa de Dados Pessoais e Consumidor (ADDP) destaca que houve um aumento significativo, variando entre 25% e 35%, no número de golpes digitais ao longo do ano passado.
 

Esses dados ressaltam a importância de empresas e consumidores tomarem medidas para aumentar a segurança de seus dados a todo o momento. Durante o Carnaval, quando há mais distrações, o cuidado deve ser dobrado.
 

Para as empresas

O cliente moderno está aberto a novas experiências, disposto a experimentar canais mais interativos e está menos interessado em interagir com os seres humanos, porque agora a máquina pode ser mais rápida e eficaz. Canais de conversação como WhatsApp ou SMS, por exemplo, permitem essa evolução, com personalização baseada em inteligência artificial e Machine Learning.
 

Mas independentemente do canal que se escolha utilizar, a segurança das mensagens enviadas para o consumidor tem de vir primeiro dentro da estratégia de comunicação, principalmente em períodos específicos do ano, onde campanhas inteiras são feitas para chamar atenção de novos clientes. E são nos envios de mensagens em massa que mora a grande vilã das ações de comunicação entre empresas e clientes: as rotas piratas de SMS.
 

Também conhecidas como “chipeiras”, esse tipo de trabalho ilegal cresce a cada dia e representa uma ameaça considerável para os dados pessoais de toda a carteira de clientes, dando margem para a phishing, spam e fraudes, afetando tanto os usuários quanto as marcas.
 

Liz Zorzo, Global Anti-fraud Manager, destaca que além das rotas piratas de SMS, muitas vezes, as empresas contratam fornecedores para criar outros canais de comunicação, seja por WhatsApp ou mensagens diretas no Facebook, que também podem trazer problemas com os dados dos usuários. “É simples saber se a empresa que está sendo contratada para fazer os disparos de mensagem utiliza meios legais. Para o SMS, os fornecedores oficiais utilizam combinações de números curtos, enquanto as chipeiras fazem disparos de números telefônicos comuns e até internacionais. No caso dos demais canais, nem todas são parceiras da Meta, com capacidade de criar canais verificados e criptografados, com suporte em tempo real da Big Tech. Ter informações completas dos fornecedores é a chave para o sucesso da comunicação com o cliente.”
 

Para os consumidores

Zorzo enfatiza que é crucial adotar práticas de segurança ao usar dispositivos móveis durante o Carnaval. “Mesmo no meio da folia, é preciso olhar com atenção as mensagens que recebe de empresas e números desconhecidos, assim como ter uma combinação de senhas fortes e autenticação de dois fatores, essas medidas podem fazer a diferença na proteção dos dados pessoais."
 

De acordo com dados da Sinch, o smishing frequentemente se utiliza do SMS spoofing, que falsifica o número do remetente, dificultando a identificação de mensagens fraudulentas. Portanto, é crucial que os usuários estejam atentos durante o Carnaval, uma vez que os golpistas podem explorar o ambiente festivo para promover seus ataques.
 

Para proteger-se contra esses golpes, a Sinch destaca algumas medidas essenciais:

  • Evite responder a mensagens de números desconhecidos, especialmente se solicitarem informações pessoais.
  • Fique alerta para mensagens que alegam ser de bancos, organizações governamentais ou empresas de entrega, especialmente se provocarem urgência.
  • Não clique em links suspeitos, principalmente os encurtados, que podem ocultar golpes.
  • Não forneça informações pessoais ou realize transações financeiras com base em mensagens de texto não solicitadas.
  • Esteja atento às mensagens com erros de português, que são características comuns em golpes.
  • Desconfie de mensagens que tentam criar uma sensação de urgência ou oferecem prêmios inesperados.
  • Caso tenha dúvidas sobre a veracidade de uma mensagem, entre em contato com a empresa pelos canais oficiais divulgados em seu site.
  • Utilize senhas robustas e ative a autenticação de dois fatores em dispositivos móveis.
  • Mantenha dispositivos atualizados e instale um antivírus para detectar possíveis SMS suspeitos ou links maliciosos.

"Se certificar da segurança é essencial para curtir o Carnaval sem preocupações. Seguindo as orientações e conscientizando-se sobre medidas preventivas, os foliões estarão mais seguros e protegidos contra ameaças digitais," finaliza Liz Zorzo.

Share This Post

Post Comment