As moedas digitais não param de crescer. O Bitcoin, a mais famosa e segura das moedas, continua chamando atenção de muitos investidores devido a possibilidade de obter grandes retornos em um curto prazo de tempo, estima-se que já são mais de 2 milhões de investidores.

A cada dia o Bitcoin fica mais popular. O número de pessoas que buscam pelo termo “Bitcoin” no Google subiu 5400% somente em 2018. Cada vez mais aumenta o interesse pela criptomoeda.

Muitas empresas e governos olham para o Bitcoin com interesse. O Japão passou a reconhecer o Bitcoin como meio de pagamento em diversos estabelecimentos comerciais. Países da África e Europa Oriental lideram as pesquisas sobre a criptomoeda. No Brasil estima-se que mais de 500 estabelecimentos comerciais já recebem pagamentos em Bitcoin.

Aos interessados em negociar Bitcoin, recomenda-se exchanges já consolidadas no mercado, como a Bitrecife, onde é possível negociar Bitcoin com segurança e praticidade além de ter as melhores cotações do mercado. Lembrando que para negociar Bitcoin é necessário ter em conta de que trata-se de um ativo de alta volatilidade, portanto, é uma forma de investimento de alto risco.

Vale a pena investir em 2019?

Antes de aprender como investir em Bitcoin, é interessante que você entenda o que é esta moeda digital e como ela funciona.

O Bitcoin é considerada a primeira moeda digital descentralizada da história. Ou seja, é uma moeda que opera independentemente de uma instituição financeira, de um banco ou de um país.

Acredita-se que o BTC foi criado em 2009 pelo japonês Satoshi Nakamoto, mas essa informação nunca foi confirmada. Sua principal característica o difere das moedas convencionais é que ele não existe fisicamente. Todo seu funcionamento no mercado é 100% digital.

Após uma queda brusca em 2018, 2019 será o ano do amadurecimento das criptomoedas , com a chega de pesos pesados do mercado financeiro. A expectativa entre os analistas especializados que esse ano ocorra uma injeção de capital por parte dos investidores profissionais e fundos institucionais elevando assim o valor do bitcoin.

“ Se alguém ficou de fora da grande valorização do bitcoin dos últimos anos, talvez seja a chance de comprar, pois é possível ter uma grande valorização, inclusive alguns estão apostando em fazer do bitcoin sua futura aposentadoria e outras estão investindo em bitcoins no lugar da Poupança. “ diz o CEO da Bitrecife, Dessidério Jr.

Como comprar Bitcoins?

No Brasil, as pessoas interessadas em comprar bitcoins devem recorrer a uma corretora de criptomoedas, onde são conectas as pessoas interessadas em comprar e vender, como uma bolsa de valor, o processo de compra é bem simples, seguro e rápido. É possível comprar frações de bitcoins, ou seja, a partir de R$5,00 reais já é possível investir.

Para sua segurança corretoras pedem aos investidores que enviem uma foto dos documentos para validar o cadastro. Apenas com a conta ativa, o investidor começar a realizar as transações.

Antes de começar a investir é preciso que adicione saldo. Todas as corretoras aceitam pagamento por transferência bancária

Dicas de segurança

Abaixo o CEO Dessidério Junior, da corretora Bitrecife passa algumas dicas:

  1. Cuidado com propostas de investimentos “tentadoras” de supostas empresas que garantem rendimentos fixos, investir em Bitcoin não garante um rendimento.
  2. Diversifique seus investimentos. Alocar 20% da sua carteira de investimentos é o suficiente.
  3. Deixe os Bitcoins em uma carteira própria, é importante que os investidores ter uma hardware-wallet, semelhante a um pen-drive. Como adquirir moedas digitais é um investimento de longo prazo, é importante guardar em um local seguro.
  4. Fazer backups das chaves privadas ( pode até ser em um papel ) e não divulgar tais chaves.
  5. Investir em corretoras conhecidas. O ideal é o investidor colocar o dinheiro em exchanges seguras, com CNPJ. Saber quem são os sócios, é um diferencial.

Como armazenar seus Bitcoins?

A forma mais recomendada pela Bitrecife é a carteira offline(hardware) essa carteira foi a primeira a surgir para o Bitcoin. Ela é considerada segura e a carteira fica armazenada no próprio hardware do investidor.

A carteira de hardware não é gratuita, porém alguns investidores acreditam que vale a pena investir em uma máquina potente para potencializar ganhos em Bitcoin.

A carteira mais conhecida é a Ledger. Ele é um pequeno dispositivo que se conecta ao computador através da porta USB. Ele é responsável por armazenar com segurança os Bitcoins.

Quando estiver procurando a carteira ideal para as criptomoedas, procure entender seu funcionamento, funcionalidades e não esqueça de fazer backups.

Certos procedimentos podem evitar que ocorra perdas de Bitcoins. Lembrando que alguns investidores já sofreram prejuízos por esquecerem a senha de acesso, formatarem disco rígido sem a realização do backup, ou perderem o pendrive.

Agora que você já conheceu as variadas carteiras de Bitcoin e como investir em cada uma delas, descubra a melhor maneira de aplicar seu dinheiro em outras diversas modalidades.

Website: https://bitrecife.com.br

Fonte: DINO, Divulgador de Notícias