Mais qualidade e produtividade para os Centros de Serviços Compartilhados com RPA

Mais qualidade e produtividade para os Centros de Serviços Compartilhados com RPA

Um Centro de Serviços Compartilhados (CSC) é um modelo operacional que visa reduzir custos, organizar processos, melhorar a comunicação interna, dar suporte à tomada de decisão e melhorar a satisfação dos usuários. Trata-se de uma abordagem cada vez mais estratégica nas organizações, que promove a cadeia de valor dos processos agregando eficiência, economia e agilidade aos resultados e melhorando as rotinas corporativas.

Processos que apresentam grande volume transacional e que não contribuem significativa ou diretamente para a geração de valor são identificados e transferidos para o CSC. Apesar da sua definição estar atrelada ao conceito de centralização, o CSC transcende essa limitação conceitual e busca aliar os benefícios de ambos os modelos: centralizado e descentralizado. A conciliação entre as vantagens de cada modelo é fundamental para a organização de atividades compartilhadas.

Com o tempo, os CSC se tornaram importantes plataformas que oferecem robustez e flexibilidade para suportar as mudanças necessárias que todos os negócios precisam promover. Em um ambiente de escassez, os CSC podem contribuir para manter o foco em gestão, otimização e digitalização de processos, apresentando caminhos que possam oferecer soluções criativas e inovadoras às organizações.

O CSC levanta problemas como:

  • Acúmulo de tarefas
  • Erros de digitação e digitalização
  • Falta de escalabilidade
  • Fraudes
  • Insatisfação de clientes

  CSC + RPA = uma solução inteligente  

Um CSC essencialmente atua em processos baseados em regras, intensivos em mão-de-obra e sensíveis ao tempo, que contêm atividades repetitivas e estruturadas. Nesses tipos de processos, a automação por meio da RPA pode aumentar a produtividade, reduzir custos, melhorar a precisão dos resultados e economizar tempo. Tudo isso sem precisar ampliar o quadro de colaboradores ou reestruturar os fluxos existentes de processos.

A Automação Robótica de Processos (RPA) é uma tecnologia que utiliza lógica de negócios predefinida, regras estabelecidas e dados estruturados para automatizar processos de negócios. Os robôs de software (bots) criados com essa tecnologia são capazes de interagir com outros aplicativos para processar transações, manipular dados, executar cálculos, acionar respostas e se comunicar com outros sistemas digitais.

Pelas descrições acima é fácil identificar os possíveis benefícios que a automação por RPA pode trazer para as atividades de um CSC.

Os algoritmos usados na RPA normalmente não têm a complexidade da maioria das soluções avançadas de Inteligência Artificial, mas essa relativa simplicidade significa que a RPA pode ser implantada em um prazo relativamente pequeno e em uma escala muito maior em uma grande variedade de atividades profissionais, com grande eficiência e rápido retorno sobre o investimento. Também é possível combinar com a RPA com a Inteligência Artificial, para automatizar até as atividades mais complexas.

Benefícios da RPA para um CSC:

  • Redução de custos
  • Redução de erros de entrada de dados e outros erros manuais
  • Diminuição de retrabalho
  • Trilha de auditoria
  • Aumento de produtividade
  • Melhoria do SLA
  • Aumento de Satisfação do Usuário

  Cuidados necessários   

A escolha dos processos que serão automatizados deve ser feita com bastante cautela, visando evitar o aumento exponencial de defeitos pela repetição robotizada, considerando o tempo de desenvolvimento e a ocorrência de falhas que não foram corrigidas anteriormente. Se não houver clareza sobre os objetivos e o que deseja da RPA, os resultados da sua implantação ficarão comprometidos.

Sabemos que nem todos os processos podem ser automatizados e nem todos os processos precisam ser automatizados. A RPA aplicada a um processo ruim resultará apenas em um processo ruim automatizado, causando frustração e desperdício de recursos.

Quanto à operação propriamente dita, as estratégias de automação desenvolvidas para unidades de negócios específicas, como um CSC, têm que ser bem planejadas para atender às necessidades dos ambientes de TI heterogêneos modernos, que podem incluir infraestrutura nativa da nuvem, demandas de implantação rápida, grandes cargas de trabalho de dados, segurança rigorosa e conformidade regulatória.

Nós do Grupo Qualität podemos ajudar sua organização em qualquer estágio de maturidade em RPA em que estiver, apoiando de ponta a ponta cada fase do seu projeto. Nossa equipe especializada estará empenhada em garantir a melhor experiência.

Nosso portfólio de serviços oferece uma abordagem simples, que chamamos de RPA 360, com módulos que podem escalados conforme o estágio e as necessidades específicas de cada organização, agregando valor, otimizando os resultados da automação e orientando sua jornada com uma visão holística de 360º sobre o seu negócio.

Agende uma conversa aqui com nosso time de especialistas, para juntos desenharmos uma solução que ofereça o melhor modelo e a melhor oferta econômica para o seu CSC, de acordo com o nível de maturidade em automação da sua empresa e com maior retorno sobre o investimento do seu projeto de RPA.

Publicado originalmente em Grupo Qualitat

Share This Post

Post Comment