Brasileiros estão cada vez mais digitais e experientes no omnichannel

Brasileiros estão cada vez mais digitais e experientes no omnichannel

Metaverso, Inteligência Artificial, Web 3.0, tokenização, hiper personalização e sustentabilidade são tendências do varejo, inclusive destacadas na NRF Retail's Big Show deste ano, que giram em torno da jornada do consumidor digital, sempre em busca de proporcionar conveniência e mais oportunidades de escolhas na hora da compra.

Para a Fiserv, Inc. (NASDAQ: FISV), líder global em tecnologia de pagamentos e serviços financeiros, o varejista brasileiro precisa disponibilizar o canal digital como parte de sua estratégia de negócios e uma jornada omnichannel e a experiência sem atrito para o sucesso nos negócios. “Estamos na omnicanalidade, com novas oportunidades de interação com os consumidores, novos canais de consumo, promoções, benefícios e facilidades dentro de uma criatividade sem fim para estreitar relacionamento, fidelizar e gerar receita”, afirma Giuliana Cestaro, diretora de Produtos e-commerce da Fiserv Brasil.

Segundo ‘Carat Insights - Tendências dos Meios de Pagamento para 2023’, quase nove em cada 10 entrevistados realizam compras online pelo menos uma vez por mês e 67% afirmam que, durante o ano, vão comprar muito mais pela internet. Na última edição da pesquisa, essa intenção de compra era de 54%.

O levantamento aponta que 44% têm o hábito de comprar uma vez por semana em lojas físicas, 29% no e-commerce e 20% em lojas integradas, a chamada experiência omnichannel. Ou seja, o consumidor tem uma jornada de compra transparente, começa num canal (loja física) e termina em outro (e-commerce), por exemplo, sem perceber. Além disso, segundo a pesquisa, quatro em cada 10 entrevistados tiveram uma experiência de compra invisível, ou seja, em que não é necessário incluir os dados de um meio de pagamento a cada solicitação de serviço ou compra.

E quando falamos de meios de pagamentos, a pesquisa mostra que o Pix provavelmente continuará sendo o método de pagamento preferido, com 87% dos consumidores dizendo que planeja usá-lo, seguido por carteiras digitais (80%) e pagamento por QR Code (78%).

“As empresas precisam oferecer diversidade e conveniência, com maior diversidade de meios de pagamento e quem decide como pagar é o cliente, seja com Pix, cartão de débito ou crédito ou pela leitura de um QR Code”, finaliza Cestaro.

Todos os resultados da pesquisa você encontra em Carat Insights

Share This Post

Post Comment