Conheça 5 diferentes usos do ChatGPT na automação digital de processos via RPA

Conheça 5 diferentes usos do ChatGPT na automação digital de processos via RPA

O investimento em Inteligência Artificial (IA) é uma estratégia certa no plano diretor de companhias de diferentes segmentos e em todo o mundo. Muitos estudos já fizeram este alerta, como o da consultoria Gartner, por exemplo, que prevê que 70% das organizações globais terão arquiteturas de IA operacionalizadas até 2025; mas nenhuma tecnologia recente causou tanto alvoroço no mercado geral quanto o lançamento do ChatGPT, da OpenAI, novo modelo de linguagem capaz de produzir textos como um ser humano.

Segundo Garcia, o ChatGPT é emblemático também porque revela e torna mais compreensível a muita gente os recentes avanços da Inteligência Artificial, e representa um passo importante no processo de democratização da tecnologia ao fornecer modelos básicos que podem ser usados para criar ferramentas valiosas. “Ele faz muita gente, de diferentes áreas profissionais, parar para pensar”, diz.

No que diz respeito à automação de processos e tarefas repetitivas, via a tecnologia RPA (Robotic Process Automation), a UiPath vem avaliando como o ChatGPT pode ser útil a desenvolvedores especializados na ferramenta, que cada vez mais ganha espaço em organizações do mundo todo. Acompanhe pelo menos cinco diferentes empregos do ChatGPT neste setor:

1. Use o ChatGPT para entender o código de outros desenvolvedores – o ChatGPT pode ajudar desenvolvedores profissionais a compreender o código de outros desenvolvedores. É tão simples quanto colar o código no ChatGPT e pedir a ele uma explicação a respeito do que é feito. Isso pode ajudar os desenvolvedores de automação a entender melhor sistemas de VB.Net, SOQL, JQL, LINQ e qualquer outra linguagem de codificação. O maior benefício aqui é proporcionar aos desenvolvedores uma expansão de conhecimento sobre linguagens de programação menos utilizadas

2. Crie rapidamente documentação para seu código – aqui a ideia é facilitar o processo de criação de documentação do usuário para o código. Depois de colar todas as informações relacionadas ao sistema no ChatGPT, o desenvolvedor pode fazer perguntas comuns aos usuários e usar a saída para sua própria documentação. “Em breve, uma versão mais avançada do ChatGPT ou um modelo generativo semelhante poderá até ajudar a manter a documentação do usuário atualizada”, diz Garcia. Segundo ele, o ganho principal deste uso é a possibilidade de criar documentação com mais eficiência ao mesmo tempo em que se automatiza atualizações, ou seja, economia de tempo e esforço.

3. Crie código a partir de solicitações de linguagem natural – certamente esta é uma das possibilidades mais empolgantes do ChatGPT, pois pode ajudar até mesmo usuários não técnicos a se tornarem desenvolvedores. Os modelos generativos de IA permitem que usuários de negócios e desenvolvedores “comuns” gerem fluxos de trabalho de automação a partir de descrições em linguagem natural. Ou seja, basta explicar o que se quer alcançar e pedir ao modelo que escreva o código para isso. “Este é o superpoder da IA generativa: ser um instrumento de apoio a qualquer nível de usuário para que ele possa atingir suas metas de automação e mudar o jeito de trabalhar”.

4. Gerar dados de teste - quando um desenvolvedor precisa de um conjunto de dados de teste, como listas com campos de preenchimento específicos - como nome, número de telefone e endereço -, o ChatGPT pode gerar rapidamente um grupo aleatório de dados no prompt que, posteriormente, poderão ser personalizados, respeitando as regras de integridade lógica da função. A ideia é acelerar a criação de dados de teste para os profissionais desenvolvedores.

5. Gerar código de teste para uma sequência de código - vamos supor que o desenvolvedor tenha uma sequência de código e queira criar um script de teste para ela. O ChatGPT pode auxiliar e gerar um código de teste, em linguagens como Python, JSON, C ou XAML (ou até converter entre as diferentes linguagens). Além disso, também pode criar dados de teste necessários para cobrir todos os casos de testes, acelerando a criação de scripts para fluxos de trabalho.

Como se vê, o ChatGPT pode impulsionar o trabalho da automação, via RPA, com benefícios que vão de ganho de tempo a mais aprendizado aos profissionais desenvolvedores. “É bom lembrar que resultados semelhantes podem ser obtidos também a partir de outras ferramentas emergentes, mas sem dúvida o ChatGPT é, atualmente, a ferramenta de Inteligência Artificial generativa mais acessível no mercado”, diz Garcia.

Share This Post

Post Comment