Três tendências que afetarão seu gerenciamento de dados em 2023

Três tendências que afetarão seu gerenciamento de dados em 2023

Por Gustavo Leite, vice-presidente para América Latina da Veritas Technologies

Os dados são importantes para o seu negócio. Quão importante? Bem, considere que as empresas orientadas a dados:

• Têm 58% mais chances de exceder as metas de receita.

• Adicionar uma média de 5,32% à sua receita anual enquanto diminui seus custos operacionais anuais em 4,85%.

• São 23 vezes mais propensas a conquistar novos clientes e nove vezes mais propensas a retê-los.

Como líder de negócios, você tem muito em que pensar enquanto 2023 começa a sério, mas não pode se dar ao luxo de esquecer a importância dos dados de sua empresa. Igualmente importante é como sua empresa está gerenciando e protegendo seus dados. Considere isso:

• Em média, 52% dos dados de uma organização são “obscuros”, o que significa que não são classificados e, portanto, não estão sendo usados ​​para gerar nenhum benefício comercial.

• Nove em cada dez organizações sofreram ataques de ransomware, que visam dados críticos de negócios com a intenção de criptografá-los e roubá-los para fins de extorsão.

Assim, o gerenciamento de dados inadequado não apenas está deixando dinheiro na mesa, mas também cria imensos riscos de segurança e conformidade de dados e governança.

Tudo isso combinado ilustra porque você deve se preocupar com o gerenciamento de dados em 2023 e precisa estar ciente das três principais tendências a seguir que o afetarão.

Incerteza Econômica

Uma recessão, ou uma não recessão, eis a questão. Especialistas econômicos dizem que ainda não estamos oficialmente em recessão, mas a maioria dos analistas ainda espera uma em 2023. Como tal, é quase certo que você já esteja avaliando suas opções se chegar o momento de tomar decisões difíceis. Essas decisões podem envolver a redução do número de funcionários e a interrupção de projetos de transformação de negócios novos e atuais, especialmente aqueles vistos como despesas operacionais versus gastos de capital.

Esse projeto pode muito bem ser sua mudança para a nuvem, algo sobre o qual escrevi extensivamente. Sem dúvida, essa transformação continuará (60% dos dados corporativos já estão na nuvem) e continuará envolvendo uma abordagem multinuvem (89% das organizações na nuvem já possuem uma arquitetura multinuvem). Mas, dado que os benefícios de custo da nuvem podem ser um pouco complicados de manter (94% das empresas falham em permanecer dentro de seus orçamentos de nuvem), a transformação adicional da nuvem pode ser suspensa até que saiamos desse período de incerteza econômica.

Como isso afeta sua estratégia de gerenciamento de dados?

Você e seu departamento de TI precisam estar preparados para continuar gerenciando um ambiente híbrido multinuvem, no qual seus dados são divididos quase pela metade entre sua infraestrutura local e seus provedores de serviços de nuvem pública. Isso levará a uma maior demanda por integração de dados, o que significa visibilidade e controle de seus dados, não importa onde estejam. Isso será mais fácil se você consolidar seu controle de dados usando uma plataforma que possa gerenciar os dados em todos os seus ambientes — local, virtual e em várias nuvens. Plataformas com gerenciamento autônomo de dados também são fundamentais, pois as equipes de TI serão solicitadas a fazer mais com menos.

A onipresença do cibercrime

O cibercrime é quase tão antigo quanto o próprio computador, mas sem falta, a cada ano, sua difusão aumenta. Os cibercriminosos conhecem o valor de seus dados, talvez até melhor do que você. Ransomware é o ataque do dia que eles estão usando para lucrar com seus dados às suas custas. Hoje, táticas de extorsão duplas e triplas que aumentam a aposta ameaçando vender ou vazar dados confidenciais são apostas na mesa. E a inovação nefasta continuará.

Tentar interromper esses ataques e garantir sua capacidade de recuperação são elementos-chave da resiliência cibernética, mas em 2023 você deve ir mais fundo. Você precisa melhorar a redução proativa do nível de risco no caso de um ataque. Trata-se de aumentar a capacidade de observação de seus dados. Uma compreensão total e completa de quais tipos de dados você possui permite que você avalie quanto vale e quem precisa acessá-los. Estes, por sua vez, informam onde deve ser armazenado e como o acesso é gerenciado. Uma parte fundamental disso também é “eliminar o ROT” (dados redundantes, obsoletos e triviais).

Por fim, isso permitirá que você limite sua exposição quando, e não se, seus dados forem atacados.

Digitalização 3.0

Como o cibercrime, a digitalização da experiência do cliente é quase tão antiga quanto ao próprio computador, mas realmente se destacou na era móvel. O que alguns chamam de digitalização 1.0 era tudo sobre “design móvel e simplificado e novos tipos de aplicativos”. A digitalização 2.0 aprimorou a demanda do cliente -- “aplicativos em qualquer lugar, a qualquer hora, em qualquer interface e com qualquer interação de método: voz, mídia social, bate-papo, mensagens de texto, wearables e até mesmo quando você está sentado em seu carro”.

O que estou chamando de digitalização 3.0 aqui é uma duplicação de 1.0 e 2.0 para tornar os dados ainda mais utilizáveis ​​e fornecer acesso sem precedentes a eles. Um tema-chave ao longo deste artigo foi o valor dos dados. As empresas que descobrirem como fazer isso para extrair ainda mais valor de seus dados, mantendo sua segurança, resiliência e privacidade, serão aquelas que não apenas sobreviverão à incerteza econômica atual, mas prosperarão durante e depois dela.

A chave para esta próxima fase da jornada não é apenas ser capaz de ter visibilidade e controle de todos os seus dados, não importa onde eles estejam, mas também ser capaz de marcar e contextualizar tudo para que você possa criar fluxos de trabalho orientados à experiência do usuário. em torno dele. Por exemplo, imagine se você pudesse analisar todos os seus dados para ver quem interage mais com um cliente-chave e, em seguida, usar a análise de sentimento nos dados para ver se isso está aumentando o desejo do cliente de gastar mais com sua empresa.

Para encerrar: Preocupe-se com seus dados. Preocupe-se com a sua gestão e proteção. E esteja preparado para abordar essas tendências que impactarão tudo em 2023.

Share This Post

Post Comment