O que não faltou nesses primeiros dias de quarenta foram relatos de empresas e profissionais desenvolvendo suas atividades de Casa, o famoso Home Office. O que aparenta ser uma simples mudança física acarreta em uma série de ações desenvolvidas pela área de TI das empresas.

Desde a parte física até os acessos e cadastros em sistemas, tudo isso sendo feito em tempo recorde para permitir que os negócios não parem. Nesse cenário as empresas que possuem plataformas de automação começam a perceber como automação também tem seu papel em ações de Disaster Recovery. Muitas empresas que tiveram que fazer as pressas o cadastro de vários de seus colaboradores em plataformas de VPN e acesso remoto, com essa loucura, certamente sequer conseguiram validar os cadastros em si.

Quantas máquinas foram colocadas nas residências dos colaboradores e passaram a ter seu controle em uma planilha porque não havia tempo para atualizar o cadastro de ativos com tudo em tao pouco tempo. Agora, essas atividades de cadastro e auditoria podem facilmente ser complementadas com um robô, imagine que ao longo desse mês:

  • O robô enviasse um email a cada colaborador pedindo seu endereço e localização e após isso fizesse a atualização no seu sistema de Ativos.
  • Criar um fluxo automatizado para criação de usuários em lote nas suas plataformas de rede, VPN, Office e etc.
  • O robô pode então validar o acesso ou uso de cada usuário e, para aqueles que ficassem mais de 15 dias sem usar, você pode decidir bloquear para evitar riscos de segurança.
  • O robô pode gerar todos os relatórios necessários para termos controle sobre o uso e disponibilidade das plataformas de apoio a infraestrutura distribuída.
  • Envio de Relatórios diários aos colaboradores que fazem uso destes dados, mas só podem ser gerados ou acessados internamente a organização.

A necessidade é a mãe da criação, tenho certeza que os gestores de TI devem ter muitas outras sugestões de robôs para apoiá-los nessa hora.

Esses são algumas formas de pensar e co-criar a forma de trabalho através da automação porque Disaster Recovery também se faz com muita automação.

Vamos em Frente!! #parafrente

 

Fernando Baldin

CEO na Techautomation