Segundo estudo da Frost & Sullivan, o mercado de Big Data na América Latina pode faturar até US$ 7,41 bilhões até 2022, incentivado pelas novas tecnologias provenientes da transformação digital. No Brasil, que é um dos países na liderança desse movimento, grandes corporações já investem em soluções e estratégias inovadoras para automatizar processos e desenvolver produtos, apostando em empresas como a Semantix, especialista em Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas, que teve faturamento de R$ 20 milhões em 2016.

A empresa começou sua trajetória no mercado brasileiro em 2010, inspirada em tecnologias open source do Vale do Silício, e contou com uma parceria que foi essencial desde sua origem, a Cloudera, referência em Big Data. A Semantix foi o primeiro centro de treinamento da companhia fora dos Estados Unidos e hoje é uma das mais importantes revendedoras em nível global.

“Temos valores parecidos com a Cloudera no que diz respeito aos treinamentos e capacitação de profissionais para promover a adoção de tecnologias disruptivas e popularização de seu uso”, comenta Leonardo Santos, CEO da Semantix. “Com essa parceria conseguimos representatividade no mercado latino-americano, no qual esperamos ampliar a presença nos próximos anos”.

Crescimento contínuo na América Latina

Atualmente, a Semantix tem parceria consolidada com a Cloudera, sendo a mais antiga na América Latina, e a expectativa é continuar expandindo. Com os aportes recebidos, a empresa pretende investir no desenvolvimento de produtos próprios e na expansão de sua atuação no mercado latino. “Existem muitas oportunidades para empreendedores nessa região uma vez que tecnologias Big Data possibilitam a implantação de projetos inovadores com alto e rápido retorno”, pontua Santos.

A Semantix e a Cloudera, em parceria com a Intel, estão trabalhando em um produto chamado Apache Spot, uma ferramenta capaz de detectar ameaças utilizando inteligência artificial, serviço essencial para que empresas que lidam com grande volume de dados possam proteger seus centros de processamentos e automatizarem seus processos. A Semantix também está investindo soluções de IoT para otimizar o acompanhamento do fluxo de pessoas em estabelecimentos, e na área jurídica com sistemas de análises estatísticas que possibilitarão um melhor entendimento das decisões do setor e fazer predições de indenização ou de acordos judiciais.