A Gartner, empresa líder mundial em pesquisa e consultoria de TI, divulgou um comunicado de imprensa intitulado Gartner diz que as receitas mundiais de servidores cresceram 17,8% no quarto trimestre de 2018, enquanto as remessas aumentaram 8,5%. Os dados do comunicado à imprensa mostram que os servidores da Huawei obtiveram a terceira posição no ranking mundial em receita no quatro trimestre de 2018, com uma taxa de crescimento ano-a-ano de 45,9%, a maior taxa de crescimento para servidores no mundo[1].

De acordo com o comunicado, a receita global de servidores foi de US$ 21,862 bilhões no quarto trimestre de 2018, um aumento ano-a-ano de 17,8%. Um total de 3.472.886 servidores foram expedidos globalmente, um aumento de 8,5% em relação ao ano anterior. Em todo o ano de 2018, os envios de servidores no mundo cresceram 13,1% e a receita de servidores aumentou 30,1% em comparação com o ano inteiro de 2017.

À medida que as indústrias se aprofundam na jornada de transformação digital, a transformação inteligente ainda deve mostrar todo o seu potencial. É previsível que a escala de infraestrutura de TI das empresas mantenha um grande ímpeto nos próximos anos. Enquanto essa tendência ganha cada vez mais força, os requisitos para a infraestrutura de TI estão sempre aumentando. Os data centers tradicionais enfrentam o estresse de despesas operacionais (OPEX) de consumo de energia, mão-de-obra e custos de operação e manutenção, além do impacto dos equipamentos. É quando a transformação inteligente entra em ação para mitigar esses problemas de forma eficiente. Enquanto isso, as demandas de computação voltadas para IA estão crescendo de forma explosiva.

A Huawei vem observando de perto essa tendência e tem uma visão profunda sobre os desafios enfrentados pela transformação inteligente de data centers. A Huawei Intelligent Computing atua com base nessa percepção, implantando suas iniciativas de pesquisa e desenvolvimento em três frentes: mecanismo de aceleração inteligente, mecanismo de gerenciamento inteligente e solução inovadora de data center. A Huawei atualizou seus servidores tradicionais baseados em x86 para servidores inteligentes. Além disso, a Huawei oferece soluções em camadas que abrangem os cenários de implantação em um único nó, em grande escala e em escala ultra grande, abordando com perfeição os requisitos de transformação inteligente de data centers de várias dimensões.

Além disso, a Huawei reforça o jogo com o lançamento dos chipsets Ascend 310/910 AI e do CPU Kunpeng 920 baseado em ARM em outubro de 2018 e janeiro de 2019, respectivamente. Esses chipsets centrais impulsionam as ofertas de computação inteligente da Huawei: a plataforma de computação Atlas AI e os servidores da série TaiShan. O portfólio de produtos ampliado abrange os cenários do Cloud-Edge-Device, atendendo a requisitos de computação diversificados.

A Huawei Intelligent Computing está avançando as fronteiras da indústria de computação com seus servidores x86 FusionServer Pro, TaiShan baseados em ARM e os produtos Atlas alimentados por Ascend. A Huawei está bem posicionada para impulsionar a transformação inteligente de data centers para clientes e facilitar a transformação do setor.

Ainda de acordo com o relatório da Gartner sobre o quarto trimestre de 2018, a Huawei ocupa o primeiro lugar em vários trimestres consecutivos, tanto em remessas de servidores blade quanto em servidores de quatro soquetes no mercado chinês. Todas essas estatísticas demonstram bem a destreza e a força da Huawei Intelligent Computing.