A Dell anunciou o lançamento no Brasil da Dell One Identity Cloud Access Manager 8.0. Trata-se de uma plataforma para gestão de identidade e acesso, baseada em cloud computing, que traz como novidade um mecanismo para análise de segurança (Security Analyst Engine), o qual permite controlar o acesso a aplicações web e para dispositivos móveis compatíveis com o OpenID Connect.

A nova versão oferece maior segurança e torna mais fácil e adequado o controle de acesso a uma ampla gama de aplicações e ambientes. E chega para atender a uma demanda crescente das organizações. Isso porque, cada vez mais, funcionários, parceiros e clientes exigem acesso instantâneo e sempre disponível às aplicações – sejam elas instaladas no data center, em cloud computing ou em dispositivos móveis -, enquanto a TI precisa permitir que esse acesso seja feito da forma mais segura possível, para proteger os ativos e dados corporativos, mas sem afetar a agilidade dos negócios.

Para atender às novas demandas de usuários e dos departamentos de TI, o Cloud Access Manager 8.0 oferece um único ponto de entrada (single sign-on), que inclui identidade federada e autenticação legada (federation and legacy authentication), junto com as funcionalidades do Dell Security Analytics Engine para executar a segurança de forma contextualizada – analisando ‘quem, o que, quando, porque e qual o motivo de acesso’.

“Essa capacidade de contextualização do Security Analyst Engine atende às mudanças nos parâmetros de segurança tais como localização, horário, dispositivo utilizado e histórico do usuário, os quais são usados pelo Cloud Access Manager para implantar políticas de acesso em tempo real. Isso é ideal para um mundo de crescente mobilidade e de variedade de dispositivos usados para acessos”, diz o gerente de Soluções de Segurança Corporativa da Dell para América Latina, Humberto Añez. “Uma pesquisa recente encomendada pela Dell aponta que no Brasil, 55% dos profissionais já utilizam computadores pessoais no trabalho, o que torna a solução extremamente adequada”, acrescenta.