CEOs e CIOs: parceria-chave para evoluir na jornada da Inteligência Artificial

CEOs e CIOs: parceria-chave para evoluir na jornada da Inteligência Artificial

por Rodrigo Pereira, CEO da A3Data, consultoria especializada em dados e Inteligência Artificial

No último artigo publicado, abordei a importância de as empresas terem lideranças preparadas para uma virada na sua cultura analítica. Agora, trago um tema complementar: a importância do alinhamento entre CEOs e CIOs, cargos essenciais para garantir que a implementação da Inteligência Artificial (IA) na organização ocorra de forma eficiente e eficaz, gerando retorno sobre os investimentos.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Deloitte, os CEOs veem os CIOs e líderes de tecnologia como seus principais parceiros e impulsionadores da estratégia de negócios. Realmente, a relação entre esses dois papeis é fundamental para o sucesso dos projetos de IA e outras iniciativas de Transformação Digital. A parceria sólida entre os dois líderes permite a identificação de oportunidades em relação à inovação e às melhorias nos processos de negócios, ao mesmo tempo em que garante os recursos necessários e a disponibilidade da infraestrutura de TI.

Pensando nisso, cito abaixo algumas práticas fundamentais para o sucesso dessa relação nas organizações.

- Definir metas e objetivos claros: a prática inclui identificar as áreas de negócio que se beneficiarão da IA e definir métricas de sucesso. Além disso, é fundamental estabelecer caminhos de implementação do recurso, considerando a integração entre diferentes áreas da empresa e contemplando as necessidades específicas de cada setor.

- Investir em infraestrutura e talentos: pode envolver aplicações em hardware e software, além de treinamento de pessoal. Somado a isso, é crucial adotar uma abordagem de gestão de talentos que valorize a diversidade de habilidades e as competências que passam não só pelas áreas técnicas, mas também de negócios.

- Promover a inovação e a experimentação: esse caminho permite que as equipes explorem novas abordagens e soluções de IA sem medo de falhar. Isso pode ser alcançado por meio da criação de espaços e laboratórios dedicados à pesquisa e ao desenvolvimento dessas alternativas, bem como pelo incentivo à participação em eventos e conferências do setor.

- Garantir a ética e a responsabilidade: considerando os impactos nos clientes, funcionários e outras partes interessadas, esse ponto pode envolver a criação de um comitê de ética em IA, cuja atuação estabeleça diretrizes e políticas relacionadas ao uso responsável da tecnologia e supervisione a conformidade com as regulamentações aplicáveis.

Embora este artigo esteja destacando a relação entre os CEOs e o CIOs, não se pode deixar de ressaltar a importância da colaboração entre os C-levels. Isso porque, para garantir que a implementação da IA seja bem-sucedida, é fundamental que o CEO incentive a colaboração entre a equipe de líderes da organização e com suas respectivas áreas de negócio, incluindo diretor de Operação, diretor de Marketing e diretor Financeiro, entre outros cargos.

Isso pode ser alcançado por meio da criação de equipes multifuncionais que reúnam os principais líderes de cada departamento para trabalhar em conjunto nos projetos de IA, e da promoção de uma comunicação aberta e transparente entre eles.

Ao aprofundar a discussão sobre a importância do alinhamento entre o CEOs, CIOs e todo o quadro de C-levels, é esperado que os líderes de empresas possam reconhecer a necessidade de trabalhar em conjunto para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades apresentadas pela IA. Essa cooperação é fundamental para garantir que as organizações alcancem resultados positivos e estejam prontas para prosperar em um cenário de negócios cada vez mais competitivo e orientado por dados.

Share This Post

Post Comment