Companhia terá especialistas no corpo de jurados das áreas de saúde e educação. Inscrições são direcionadas à alunos do ensino médio, técnico e superior de qualquer área de conhecimento e de todos os países de língua portuguesa 

Nos dias 22, 23 e 24 de maio, a Provider IT, uma das principais consultorias e provedoras de serviços de TI do país, participa do Hacking.Help, primeiro hackathon 100% online e gratuito, idealizado pelo HackingRio. O evento tem como objetivo desenvolver soluções para os problemas que a sociedade enfrenta em diferentes áreas em decorrência da pandemia do COVID-19. Especialistas da Provider IT farão parte do júri que avaliará as soluções para os segmentos de saúde e educação e a maratona contará ainda com clusters de outras verticais como empregabilidade, assistência social, cooperativismo e logística.  

De acordo com o Diretor Presidente da Provider IT, Cesar Salema, a participação da companhia é de grande importância neste momento de crise. ''Mais do que nunca, precisamos investir em inovação e no desenvolvimento de novas soluções. Por isso, acreditamos que podemos colaborar com toda a nossa expertise em soluções inteligentes, alinhadas às demandas digitais, no desenvolvimento de ideias e de tecnologias que contribuam no combate aos impactos da pandemia'', explica.

Ao todo, serão 48 horas de maratona com participantes de diversas instituições do Brasil e de outros países de língua portuguesa, como Portugal, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Macau. Ao final, cada cluster obterá uma premiação de R$ 5 mil, sendo R$ 2.500 para o primeiro colocado, R$ 1.500 para o segundo e R$ 500 para o terceiro, totalizando R$ 30 mil em prêmios para alunos participantes. Além disso, haverá prêmios de Melhor Mentor e Melhor Universidade.

Como participar do hackathon? 

Para participar do evento, é necessário organizar um time de 3 a 5 participantes e, na sequência, realizar a inscrição por meio do site. Posteriormente, é preciso escolher um segmento (educação, saúde, etc) para ter acesso aos conteúdos educacionais exclusivos para aperfeiçoar as iniciativas até a entrega de um Mínimo Produto Viável (MVP), que ocorrerá dentro da plataforma online. 

Toda a comunicação durante a maratona será realizada por meio de chat ou videoconferência, fornecendo aos participantes o acesso aos webinários sobre temas como propriedade intelectual, principais ferramentas de código, modelagens de solução para resolver problemas, entre outros. Durante os dois dias de evento, as equipes deverão cumprir desafios, e ao final, cada cluster será avaliado por uma banca de pelo menos 5 jurados. ''A jornada será desafiadora, mas necessária como ponta de partida para criar soluções do zero para ajudar as empresas em suas áreas de atuação. Estamos com expectativas positivas e ansiosos para avaliar e contribuir para a criação dessas novas soluções'', finaliza Salema.