Inovação e responsabilidade andam lado a lado rumo a um futuro mais sustentável

Inovação e responsabilidade andam lado a lado rumo a um futuro mais sustentável

Por Cristovão Wanderley, Sócio-diretor da Stratlab

A Transformação Digital já não é uma novidade no mundo dos negócios, mas considerar essa mudança apenas como uma revolução tecnológica é olhar para uma pequena parte de todo o potencial dessa evolução para a companhia.

Afinal, quando tecnologia e sustentabilidade caminham lado a lado dentro de uma empresa, é possível obter resultados significativos.

O estudo mundial “Tech Compass 2023”, realizado pela Bosch, mostrou que 82% dos entrevistados acreditam que quanto mais uma empresa se concentrar em tecnologias sustentáveis, maior será o seu sucesso econômico. Em outras palavras, atuar por um futuro mais sustentável é, sim, nossa responsabilidade, mas também pode trazer bons resultados.

No entanto, como esse impacto positivo funciona na prática? Bem, tenho algumas ideias sobre esse tema para compartilhar e, com base em algumas pesquisas, organizei cada uma delas em tópicos. Veja a seguir.

Conectar a Transformação Digital e as práticas ESG pode proporcionar benefícios, como:

  1. Inovação com propósito: a inovação precisa fazer sentido e ter um propósito que aborde as práticas sociais, ambientais e de governança (ESG). Empresas que têm uma visão clara e objetivos estabelecidos conseguem estabelecer produtos e serviços que atendem a desafios como promover energia limpa, mobilidade, transparência e diversidade nos processos.
  1. Eficiência operacional: éimportante adotar tecnologias que melhoram e dão mais assertividade aos processos. A Transformação Digital aumenta a produtividade, mas ao ser aplicada às práticas ESG ela oferece soluções que apoiam a sustentabilidade no dia a dia e incentiva a divulgação desses valores para os colaboradores, os parceiros e o mercado como um todo, como: monitorar todas as etapas, encontrar os problemas e solucioná-los, levantar os dados sobre as iniciativas sustentáveis e compartilhar os relatórios em suas plataformas digitais.
  1. Conquistar e engajar os clientes: mais do que plataformas de vendas, é preciso olhar para os canais de comunicação como uma maneira de oferecer conteúdo relevante e educativo, que realmente faça a diferença na vida das pessoas e incentive hábitos como separar o lixo, realizar trabalhos voluntários e agir com ética no dia a dia. Oferecer dicas, compartilhar dados e motivar a sociedade a ser sustentável são caminhos adotados por muitas empresas, e têm tudo para funcionar.
  1. Transparência com base em dados: publicar relatórios com números sobre as iniciativas sustentáveis e outras práticas ESG é uma forma eficiente de mostrar o que sua empresa faz e a transparência nos processos para o mercado. A tecnologia pode ajudar no monitoramento, na seleção e na sugestão de insights para que o material fique ainda mais completo. Essa cultura data-driven pode ser uma facilitadora para tomar decisões, assim como para encontrar e resolver problemas com mais agilidade.
  1. Resiliência e versatilidade: enquanto a tecnologia oferece a oportunidade de responder e se adaptar mais rapidamente às mudanças, a sustentabilidade apresenta o contexto e a orientação sobre qual caminho seguir dentro das suas iniciativas. Por exemplo, de acordo com dados da Agência Nacional das Águas (ANA), a demanda pelo uso de água deve crescer 30% até 2030. Então, como pensar em soluções sustentáveis para reduzir o desperdício e evitar novas crises no futuro? Essa previsibilidade abre as portas para o protagonismo e a antecipação de problemas, o que é bastante importante em mercados extremamente competitivos.

Esses são alguns pontos em que a chamada Inovação Verde pode atuar de forma ágil e efetiva, garantindo que a empresa mostre sua preocupação em integrar iniciativas de impacto socioambiental positivo em suas operações, além de promover um futuro competitivo e, ao mesmo tempo, responsável.

Diante de todos esses desafios, é visível que a Transformação Digital e a sustentabilidade são a bússola que mostrará a direção de um futuro mais promissor e equilibrado para as empresas. Quem desconsiderar esses dois pilares pode acabar se perdendo ao longo do caminho.

Share This Post

Post Comment