Normativa estende prazo para Instituições de Ensino Superior implementarem versão 1.05 do Diploma Digital

Normativa estende prazo para Instituições de Ensino Superior implementarem versão 1.05 do Diploma Digital

O MEC publicou nova instrução normativa que estende até o dia 17 de julho de 2023 o prazo para que as Instituições de Ensino Superior (IES) ajustem os sistemas de suas unidades para emitir Diplomas Digitais com a versão 1.05. A normativa altera a Instrução Normativa de 14 de outubro de 2022, e amplia o prazo de adequação para emissão de Diplomas Digitais para 360 (trezentos e sessenta) dias.

Vale relembrar que a proposta de trabalho com Diploma Digital foi lançada em dezembro de 2019, como uma iniciativa de trabalho conjunto da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres/MEC) com a Secretaria de Educação Superior (Sesu). Na UFSC, Universidade Federal de Santa Catarina, foi feito um projeto-piloto que concluiu que o certificado físico custava R$ 390,26 enquanto a versão digital, na época, custava R$ 85,15.

Para explicar um pouco sobre as vantagens de usar Diploma Digital, convidamos o especialista no tema, Roger Schardong, que é Gerente de Operações na AVMB - empresa fornecedora do Asten Diploma Digital. A suíte de soluções Asten oferece ainda ferramentas de assinatura eletrônica em todos os níveis de segurança e tecnologia para preservação permanente de documentos através de repositório digital confiável (RDC-Arq).

“O Diploma Digital reduz custos para instituições de ensino superior e oferece muito mais segurança e transparência. Também agrega um grande valor a instituição permitindo um diplomado ter seu documento disponível em horas ou poucos dias. O arquivamento e o acesso desses arquivos são facilitados; a consulta do aluno é mais simples, diretamente pelo portal do aluno; o processo de geração dos diplomas é mais rápido, a assinatura é mais segura; os processos são otimizados e ágeis, com mais segurança, modernidade e menor risco de fraude”, enfatiza o executivo.

“Nossa ferramenta emite diplomas na versão mais recente aprovada pelo MEC, estando 100% de acordo com todas as exigências e prazos, executando validações que vão além das exigências legais e validando também domínios de dados e outras estruturas agregando muito mais segurança e integridade ao processo.” explica Roger Schardong, contando que a empresa atende grandes instituições, tais como Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e o Senac São Paulo. Elas já emitem diplomas na versão 1.05 implementada desde o ano passado.

Share This Post

Post Comment