KPMG aponta oito considerações de segurança cibernética para este ano

KPMG aponta oito considerações de segurança cibernética para este ano

O relatório anual da KPMG traz um panorama sobre a importância da segurança cibernética no estabelecimento da confiança digital nas empresas, atuando como o fio condutor dos negócios. O levantamento explora ainda as ações que os executivos de segurança cibernética e o mercado em geral podem tomar para demonstrar aos executivos e à alta administração que a confiança digital pode ser uma vantagem competitiva, apresentando recomendações voltadas à gestão de pessoas, processos, dados, tecnologia e regulatório.

O sócio de segurança cibernética e privacidade da KPMG no Brasil, Edson Honda, destaca que “A confiança digital é a chave para o sucesso, e não se trata apenas de reputação. Aumentar confiança digital pode criar vantagem competitiva e melhorar os resultados.”
As oito considerações-chaves de segurança cibernética para este ano são as seguintes:

1 - Confiança digital: uma responsabilidade compartilhada;

2 - Segurança discreta leva a comportamentos seguros;

3 - Protegendo um futuro sem perímetro e centrado em dados;

4 – Novas parcerias, novos modelos;

5 - Confiança na automatização;

6 - Protegendo um mundo inteligente;

7 - Combatendo adversários ágeis;

8 - Seja resiliente quando e onde importa.

“Os executivos de segurança cibernética têm um papel crucial na promoção de um diálogo em torno da resiliência dos negócios frente à disrupção digital, fornecendo a base da confiança digital”, finaliza o sócio-diretor de segurança cibernética e privacidade, Daniel Argenta.

Share This Post

Post Comment