O poder da influência digital: estratégia certeira para construir relacionamentos autênticos

O poder da influência digital: estratégia certeira para construir relacionamentos autênticos

Por Yara Machado, CEO da Céu de Prata

Durante muito tempo, cantores e atores de novelas influenciavam a compra de itens para boa parte da população brasileira. Muitas empresas investiam em horários nobres e artistas bem pagos para divulgar seus produtos. Os tempos mudaram e, na era dos influenciadores digitais, uma das estratégias mais aderentes para empresas atingirem seu público-alvo é o marketing de influência. A modalidade vem sendo um grande propulsor para as marcas na internet, já que os influencers contam com público fiel e têm alto poder de persuasão sobre sua audiência.

Esses grupos representam uma parte importante dentro do universo digital, especialmente em redes como Instagram, TikTok e YouTube. Hoje, até o LinkedIn está entrando na onda e criando conteúdos mais atrativos no universo corporativo. O fato é que os influenciadores contam com um público muito bem definido, que acompanha seus trabalhos e aceita suas dicas e indicações.

Segundo a Pesquisa Global do Consumidor, realizada pelo Statista, o Brasil é o país onde mais pessoas fizeram uma compra depois que sua personalidade favorita anunciou o produto. O estudo, feito em 2019 e repetido em 2022, mostra ainda que esse número vem crescendo. Em 2019, cerca de 36% dos entrevistados afirmaram que compraram algum produto após ter sido indicado por um influencer. Já em 2022, o percentual subiu para aproximadamente 44%. O Instituto Qualibest, por sua vez, aponta que os influenciadores digitais estão em segundo lugar no poder de tomada de decisão de compra de um produto, perdendo apenas para amigos e família.

É importante entender que os influencers constroem afinidade e despertam o desejo de seus seguidores. Essa aproximação gera confiança e confiança gera vendas. Além disso, essas figuras públicas ainda contribuem para captar novos clientes, reforçar a importância da marca e gerar mais valor ao negócio.

A questão é que colocar a mensagem de uma empresa na boca de uma pessoa requer algumas condições de temperatura e ambiente. O influenciador não é um espaço de mídia tradicional no qual é possível divulgar qualquer produto. Ele é porta-voz de uma comunidade. Então, para a marca construir uma relação de transparência e confiança com seu consumidor por meio da influência, é necessário um casamento certeiro entre os ideais da companhia e o propósito do influenciador.

Uma dica é encontrar microinfluenciadores dentro da própria empresa. Existem muitas pessoas que já são inspirações para suas equipes, assim como aqueles gestores dinâmicos e didáticos que movem os colaboradores. É uma ação que pode ser casada com campanhas e influencers de impacto mais abrangente, viabilizando o projeto ideal para cada segmento ou o momento específico para um negócio.

A boa notícia é que, quando a empresa encontra os influenciadores digitais alinhados com seu core business e suas ideologias, pode viabilizar uma comunicação direta e eficiente com o público-alvo. Esse match ainda aproxima entusiastas das redes sociais e incentiva a compra de forma mais orgânica, simples e objetiva.

Em uma sociedade cada vez mais empoderada e protagonista de seu consumo, nada como construir uma relação natural e verdadeira. As estratégias para atrair clientes são muitas, mas sem dúvidas fica mais fácil chegar até seu público e despertar o desejo dele por meio de figuras cheias de credibilidade e poder de influência.

Share This Post

Post Comment