Pesquisa da NordVPN indica como dados vazados do Twitter podem ser vendidos na dark web

Pesquisa da NordVPN indica como dados vazados do Twitter podem ser vendidos na dark web

Após o homem mais rico do mundo desistir de comprar o Twitter, o caso vem gerando especulações sobre a segurança de dados dos usuários em todo o mundo. A própria rede social está investigando, inclusive, alegações de que uma vulnerabilidade de quase sete meses em seu software foi explorada para obter números de telefone e endereços de e-mails de 5,4 milhões de contas na plataforma.

Uma pesquisa da NordVPN mostra que a dark web movimenta um mercado de US$ 17,3 milhões. O levantamento indica ainda que e-mails e números de telefone inseridos na rede ilegal geralmente são vendidos contendo 4 milhões de números de telefone ou 1,7 milhão de endereços de e-mail por lote, em média.

Se as acusações contra o Twitter forem verdadeiras, muitas dessas 5,4 milhões de credenciais podem ser vendidas a criminosos por preços baratos.

“Esses lotes são usados principalmente para ataques de phishing. Outros propósitos maliciosos também podem entrar em cena, como convencer pessoas a passar informações confidenciais ou até mesmo viabilizar golpes para acesso a contas bancárias e roubo de dinheiro. Embora o Twitter ainda não tenha confirmado essa violação, se você acha que pode ser afetado ou notou algo suspeito, é melhor alterar sua senha de e-mail imediatamente e relatar quaisquer tentativas de contato malicioso”, diz Daniel Markuson, especialista em segurança cibernética da NordVPN.

A pesquisa completa da empresa pode ser acessada em: https://nordvpn.com/research-lab/dark-web-case-study/.

Share This Post

Post Comment