Há cinco meses, o Grupo Stefanini anunciou a aquisição de 60% da TecCloud, braço do grupo Correa da Silva

A virtualização de servidores tem avançado globalmente em função de seus benefícios que vão da combinação de vários aplicativos em uma única plataforma de hardware à redução do número total de servidores necessários no data center, gerando mais economia de investimentos, de espaço físico e de manutenção. Segundo a IDC Brasil, os setores ligados à infraestrutura de TI – servidores, armazenamento e networking combinados -, movimentaram US$ 394 milhões no segundo trimestre de 2018, ou seja, um crescimento de 41% em relação ao mesmo período de 2017.

Confiante no potencial de crescimento deste mercado, a Stefanini adquiriu 60% das ações da TecCloud, braço do Grupo Correa da Silva com foco em data center, infraestrutura, telecom e serviços de tecnologia. Passados cinco meses do anúncio, as equipes estão integradas e com grande expectativa para ampliação das ofertas em todo o País. Para 2020, a previsão é registrar um incremento de vendas da ordem de 20%.

Atualmente, uma das principais ofertas da empresa são as soluções de hosting dedicado, onde os ativos estão fisicamente isolados para uso e gestão exclusivos do cliente. “Com este modelo, o cliente não precisa investir alto volume em equipamentos, além de garantir maior performance e segurança, já que a solução é altamente escalável e confiável”, afirma Liandro Soares, gerente geral da TecCloud.

A empresa conta com três data centers localizados em Porto Alegre e Campo Bom, no Rio Grande do Sul. O espaço dedicado para o processamento de dados possui classificação nível TIER 3, que sinaliza ambientes com total infraestrutura de climatização e rede, possibilitando a manutenção nos equipamentos, sem interrupções no processo.

A TecCloud também disponibiliza servidores virtuais flexíveis, com alta disponibilidade e failover automático, de acordo com a necessidade do cliente. A tecnologia garante alta disponibilidade, velocidade e desempenho que as corporações conectadas exigem. “A virtualização dos servidores permite que os fornecedores de computação em nuvem ofereçam seus serviços de maneira eficiente”, destaca Soares.

O principal objetivo da parceria da Stefanini com a TecCloud é oferecer e entregar soluções que possam ser facilmente escaláveis com outras aplicações de seus clientes. “Queremos entregar propostas com maior valor agregado e manter a infraestrutura como serviço, soluções de gerenciamento e integração com outras nuvens”, ressalta Guilherme Stefanini, diretor de Novos Negócios e responsável pelas ventures da multinacional brasileira.

“Com a proximidade do Grupo Stefanini, que passou a integrar o quadro de acionistas da TecCloud, buscamos nos transformar em referência no segmento e ampliar a oferta de soluções como serviço”, complementa Adair Dienstmann Jr, coordenador de TI da TecCloud.