A importância da ética para a reputação e crescimento das empresas

A importância da ética para a reputação e crescimento das empresas

Por Mayara Zunckeller, gerente de operações na TÜV Rheinland

Orientar as empresas com valores éticos está se tornando cada vez mais importante para a sua reputação e o seu crescimento sustentável. Tudo começa com as pessoas que fazem parte da força de trabalho. Uma pesquisa da Global Tolerance mostrou que 42% dos funcionários preferem trabalhar para empresas que tenham um impacto positivo em suas comunidades e fortes valores éticos. Na verdade, a ética importa mais para eles do que ganhar um salário alto. A diferença é ainda maior entre os millennials, com 64% dizendo que não trabalhariam para uma empresa que não apresentasse fortes práticas de responsabilidade social.

Outra pesquisa, da organização Compliance Cosmos, aponta que a reputação corporativa da empresa é um de seus ativos mais valiosos na hora de recrutar talentos. Entre os entrevistados, 84% dos candidatos a emprego dizem que a reputação de uma empresa é “importante” na hora de escolher uma empresa para trabalhar.

Além disso, 50% dos candidatos a emprego pesquisados ​​disseram que não trabalhariam para uma empresa com má reputação, mesmo por um aumento salarial, e 84% ​​dos trabalhadores trocariam sua empresa atual por uma com uma reputação ética.

Uma reputação negativa também pode prejudicar a imagem da sua marca aos olhos dos clientes e investidores e levar a uma queda nas vendas e baixo crescimento. Por esses motivos, é importante manter a reputação de sua empresa e investir na construção de confiança, um forte conjunto de valores corporativos e um senso de ética entre sua equipe.

Mercado de ações valoriza empresas éticas

O investimento ético (Ethical Investing) é uma estratégia de investimento onde os valores éticos do investidor (morais, religiosos, sociais) são o objetivo principal, juntamente com bons retornos. Muitos investidores já insistem que as empresas em que investem sejam socialmente responsáveis. Isso significa tratar seus funcionários com respeito, criar produtos e serviços sustentáveis e evitar práticas comerciais antiéticas.

Segundo dados da agência global de pesquisa Morningstar, esse tipo de aplicação, antes classificada pelos tradicionalistas como com apelo apenas para uma minoria, está se tornando mainstream. A agência examinou 745 fundos sustentáveis ​​e os comparou com 4.150 fundos tradicionais, e identificou que eles igualavam ou superavam os retornos em todas as categorias – sejam títulos ou ações.

Ao longo de 10 anos, o retorno médio anual de um fundo sustentável investido em grandes empresas globais foi de 6,9% ao ano, enquanto um fundo tradicionalmente investido obteve 6,3% ao ano.

Como comprovar seu compromisso

Funcionários, clientes e investidores mais conscientes “investigam” as empresas antes de se relacionarem e buscam negócios alinhados aos seus ideais. A melhor forma de se adequar a esse cenário é contar com processos que promovam ambientes mais éticos e sustentáveis, interna e externamente.

Para o alinhamento sustentável de sua empresa em relação aos requisitos ambientais, sociais e de governança, é preciso contar com certificações baseadas em padrões internacionais que sejam aceitas em todo o mundo, com avaliações independentes comprovando que você está sistematicamente adotando e alcançando suas metas de sustentabilidade.

Em um mundo de negócios globalizado, a governança corporativa sustentável é o caminho para um futuro melhor, mas é preciso contar com orientação especializada sobre por onde começar e como implementar seus objetivos, identificando riscos e potenciais de melhoria, implementando normas e requisitos dentro da empresa e cadeias de suprimentos, com processos de auditoria, certificação, verificação e validação confiáveis e em conformidade com os requisitos legais.

A realização de uma auditoria independente, com processos transparentes e isentos de análise e validação, com procedimentos técnicos específicos, irá avaliar as políticas de governança corporativa e a sua implementação no dia a dia da organização, em todas as áreas. Auditores independentes contribuirão para que a organização monitore suas práticas de governança, avalie seu grau de maturidade e identifique pontos de melhoria.

Dessa forma sua empresa irá garantir um ambiente de trabalho e de negócio ético e responsável socialmente, capaz de garantir o melhor posicionamento da sua marca no mercado, atuando de acordo com os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU, principalmente aqueles que abordam as questões de Trabalho decente e crescimento econômico e Paz, justiça e instituições eficazes, e uma eficiente política de governança corporativa.

Share This Post

Post Comment