Segundo o especialista internacional em ECM, Walter Koch, que abordou sobre a importância da formação do profissional de informação no ECMSHOW SÃO PAULO 2013, a Era da Informação Extrema em nuvem social chegou para remodelar as competências dos profissionais de informação, responsáveis pela coleta, análise, recomendação e desenvolvimento de soluções da gestão documental das empresas.

De acordo com Koch, para a implantação das best practices em ECM é necessário envolver não apenas um profissional, mas reunir talentos em diferentes áreas, como marketing, projetos, treinamento, arquitetura de sistemas e de informação, testes e controle de qualidade, processos, engenharia, taxonomia, segurança da informação, suporte técnico ao usuário e gestão de arquivos. “Todos precisam assegurar que o conteúdo tenha qualidade desde o processo de captura, senão não existe gestão documental”, afirmou.

O mercado brasileiro de formação de profissionais especialistas em informação conta hoje com os cursos preparatórios para a obtenção da CDIA (Certified Document Imaging Architect) e também certificações da AIIM (Association for Information and Image Management) nos níveis practitioner, specialist e master em gestão documental.

Contudo, o executivo avaliou que a formação do profissional em gestão da informação ainda é muito incipiente no Brasil. “O sistema de ensino disponível para a formação do profissional de taxonomia olha para o passado e isso nos preocupa, pois hoje já é preciso recuperar na pós-graduação o que a graduação não ofereceu e que o mercado certamente vai cobrar. É necessário haver uma conjunção entre a parte educacional e corporativa para fortalecer a capacitação do profissional da informação”, enfatizou.