Amplamente discutido em âmbito mundial, o Big Data mostra-se como uma tendência que veio para ficar no mercado brasileiro. Dados recentes do Gartner mostram que, em 2013, 64% das empresas já investiram ou têm intenção de investir em soluções voltadas à gestão de dados massivos que agreguem valor na tomada de decisão nos negócios.

De acordo com Daniel Dias, consultor e arquiteto de ECM e palestrante do painel “Quem tem medo de Big Data”, ministrado no ECMSHOW SÃO PAULO 2013, a proposta de gestão do Big Data na atual Era da Informação Extrema chegou para mostrar ao mercado que todos os nichos de negócio se sustentam no gerenciamento da informação para crescer e inovar.

“Cerca de 700 mil pesquisas são feitas a cada minuto no Google, enquanto crianças de 3 anos já navegam na Internet e geram dados para o meu negócio. Dada a velocidade com que as informações são geradas pelos stakeholders, torna-se primordial projetar soluções automatizadas para integrar e gerenciar o conjunto de dados com agilidade necessária para extrair seu valor esperado e direcionar o plano de ação”, enfatizou.

De acordo com o especialista, a tecnologia de Big Data ainda é recente no mercado nacional e, por enquanto, não é possível estimar os números do setor.  Entretanto, o consultor estima que os investimentos das empresas se concentrem entre a contratação de profissionais altamente capacitados e o pagamento de produtos e serviços, como softwares especialmente desenvolvidos para a atividade.

“Hoje ainda estamos focados em atender às grandes empresas, que dispõem de capital de investimento para a implementação de novas tecnologias de Big Data, mas dentro de 10 anos acredito que esta realidade esteja mais próxima também de empresas de médio porte”, concluiu.