Cada vez mais, TI é um componente chave para todas as iniciativas de negócios. De acordo com a Gartner, empresa mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, TI vem se tornando uma parte cada vez mais importante desses orçamentos. Para isso, os CIOs devem trabalhar com executivos de negócios e com o CFO a fim de garantir que a contribuição crítica de TI seja incorporada desde cedo no planejamento estratégico e nos processos de planejamento de orçamento das corporações. Estas visões serão compartilhadas durante o Gartner Symposium/ITxpo 2014, evento que acontece entre os dias 27 e 30 de outubro, no Sheraton São Paulo WTC Hotel.

“No passado, considerações sobre o uso de TI para dar suporte aos negócios vinham muito tempo depois das estratégias e iniciativas estratégicas para o período seguinte terem sido projetadas e sancionadas pela alta gerência,” diz Cassio Dreyfuss, vice-presidente de pesquisas do Gartner. “Com o passar do tempo, a TI deixou de ser uma ferramenta de suporte para ser uma ferramenta de capacitação e criação de negócios. Sob essa perspectiva mais ampla e inclusiva, faz mais sentido falar sobre gastos relativos a TI em toda e qualquer iniciativa de negócio e seu respectivo orçamento. Desta forma, o CIO é desafiado a adotar um perfil mais relevante e se engajar ostensivamente em oportunidades para influenciar as decisões de TI nos orçamentos de negócios da empresa.”

As decisões adequadas sobre o orçamento de TI seguem processos diferentes para cada empresa, dependendo do seu estilo de trabalho, que, por sua vez, depende de variáveis externas, como seu ambiente de negócios, e variáveis internas, como os processos de trabalho e de decisões. Por mais diferentes que as empresas possam ser, o CIO tem contribuições únicas sobre as decisões de TI para empresas de todos os estilos.

"A estrada rumo a um futuro digital requer das empresas ações transformadoras de TI por meio de inovação disruptiva, ao mesmo tempo em que continua a ‘fazer negócios como sempre’ no nível de excelência esperado,” afirma Dreyfuss. “Portanto, TI deve operar em níveis de alto desempenho em dois modos muito diferentes.”

O Gartner recomenda fortemente a criação dessa organização de TI “bimodal”. Uma, a “TI de classe empresarial”, responsável por entregar serviços de TI eficientes, com altos níveis de excelência e confiabilidade; a outra, a “TI oportunista”, pronta para aproveitar novas oportunidades, com a criação de novos modelos de negócio. Uma “TI de classe empresarial” suporta um ambiente de negócios evolutivo, ao passo que a “TI oportunista” suporta um ambiente de negócios ágil e flexível.

A organização de TI está em uma posição de se envolver de forma ampla e intensa com as decisões de orçamento. Ela traz perspectivas-chave à discussão:

- Arquitetura de informação – Conhecimento da informação que é utilizada na empresa, quem usa qual informação, quando, como e com que objetivo.

- Redes de processos de negócio – Conhecimento dos processos da empresa, de ponta a ponta, suas regras e dinâmicas, quem os executa, quando, como e com qual objetivo.

- Infraestrutura das operações: Domínio de como executar todos os processos e entregar todas as informações, seus ciclos, suas exigências de integração e todas as interfaces com as pessoas.

- Cenário da tecnologia: Perspectiva abrangente e qualificada do cenário da tecnologia e sua evolução, e os recursos, oportunidades, desafios, riscos e os aspectos econômicos das ferramentas de TI.

As inscrições para o Gartner Symposium/ITxpo 2014 já estão abertas e podem ser feitas pelo site www.gartner.com/br/symposium, pelo e-mail brasil.inscricoes@gartner.com ou pelos telefones (11) 5632-3109 | 0800 774 1440. Até o dia 19 de setembro, o desconto é de R$ 830,00. Saiba mais em www.gartner.com/br/symposium.

Agenda

 

Gartner Symposium/ITxpo 2014 São Paulo

De 27 a 30 de outubro de 2014

Local: Sheraton São Paulo WTC Hotel – Av. das Nações Unidas, nº 12.559