Accenture colabora com Mars na criação da ‘Fábrica do Futuro’ usando ferramentas como IA, nuvem, borda e gêmeos digitais

Accenture colabora com Mars na criação da ‘Fábrica do Futuro’ usando ferramentas como IA, nuvem, borda e gêmeos digitais

A Accenture (NYSE: ACN) está trabalhando com a Mars, líder global na área de confeitaria, alimentos e produtos e serviços para saúde animal, para transformar e modernizar as operações globais de fabricação da companhia usando recursos como inteligência artificial (IA), nuvem, tecnologia na borda e gêmeos digitais.

A Accenture e a Mars estão testando gêmeos digitais para as operações da Mars desde o final de 2020. Gêmeos digitais são representações virtuais de máquinas, produtos ou processos que, alimentados com dados em tempo real, são capazes de prever e otimizar processos de produção e o desempenho de equipamentos. Por meio da aplicação dos gêmeos digitais nas fábricas da Mars, a companhia poderá simular e validar possíveis ajustes em seus produtos e processos antes de investir tempo e recursos em seu espaço físico.

 

As empresas testaram um gêmeo digital para reduzir os casos de embalagens com excesso de produto, um problema bastante comum na indústria alimentícia. Com o gêmeo digital, a Mars passou a ter uma visão panorâmica das linhas de produção de uma de suas fábricas no estado de Illinois, nos EUA. O gêmeo usou dados obtidos a partir do sensor do maquinário da fábrica em um modelo de análise preditiva para que os operadores de linha pudessem monitorar os eventos em tempo real e ajustar o processo de enchimento das embalagens.

Após o teste bem-sucedido, a Accenture e a Mars implementaram a solução em todas as fábricas nos EUA e desenvolveram modelos semelhantes para o negócio de pet care na Europa e na China.

Com o novo acordo, a Accenture e a Mars irão trabalhar lado a lado na aplicação da tecnologia e modelos de gêmeos digitais nas fábricas da companhia do mundo todo. Dessa forma, os operadores de linha de fábrica da Mars terão acesso a insights em tempo real sobre o desempenho atual e preditivo. A empresa planeja aplicá-los a dezenas de casos de uso ao longo dos próximos três anos.

Nos próximos dois anos, a Accenture e a Mars criarão uma plataforma em nuvem para aplicativos de fabricação, dados e inteligência artificial (IA) que irão estabelecer as bases para sua visão da "Fábrica do Futuro". A nova plataforma irá oferecer recursos de robótica, IA e automação de última geração na borda para tornar as operações da Mars ainda mais eficientes e incluir metas básicas de sustentabilidade, como gerenciamento de água, redução de resíduos e de emissões totais de gases de efeito estufa.

"A colaboração com a Accenture, combinada à nossa parceria com a Microsoft, nos permite escalonar a tecnologia de gêmeos digitais para alcançar essa meta, entregando economias de custos e de sustentabilidade significativas, além de preparar nossas fábricas para o futuro do trabalho", explica William Beery, vice-presidente e CIO da Mars Wrigley.

"Nosso trabalho consiste em usar o poder dos dados, da nuvem e da computação de borda para modernizar fábricas, aumentar a agilidade dos negócios diante de mudanças e colocar o poder nas mãos dos associados da Mars para que possam tomar decisões bem-informadas e com agilidade ", afirma Larry Thomas, diretor sênior da Accenture e líder de conta da Mars.

A Accenture traz para o projeto as suas capacidades em tecnologias de última geração na nuvem, engenharia e cadeia de suprimentos. Além disso, trabalha lado a lado com a Microsoft para alavancar a plataforma Azure e os aceleradores de borda proprietários da Accenture. No início do ano, a Accenture foi nomeada Parceiro do Ano Microsoft na categoria Manufacturing & Supply Chain.

Para Thiago Veiga, diretor de Digital Supply, R&D e Procurement na Mars Inc, "estamos sempre em busca de formas inovadoras e sustentáveis de criação de valor em nossa cadeia de suprimentos de ponta a ponta, e a fabricação digital é uma prioridade fundamental.

"Os problemas que estamos resolvendo são velhos conhecidos, a novidade é a forma como usamos tecnologias avançadas para disponibilizar dados em tempo real aos operadores e aplicar a IA para ajudá-los a tomar as decisões necessárias antes que o problema surja", explica Simon Osborne, diretor da Accenture à frente do trabalho com gêmeos digitais. "Muitas empresas estão começando a testar os gêmeos digitais, mas o que diferencia este projeto é a velocidade e o dimensionamento dessa tecnologia nas operações da Mars em todo o mundo", conclui o executivo.

Share This Post

Post Comment