A Justiça Federal do Paraná (JFPR) está adotando a virtualização o que reduziu de 100 para os atuais 40 servidores em operação. O JFPR quer realizar o processo de transição para Cloud até o final deste ano, a fim de melhorar a capacidade de processamento de dados e unificar a comunicação entre usuários de todas as unidades. 

O projeto foi orientado e executado pela integradora Zeittec, que venceu a licitação. A prestadora de serviços contou com apoio técnico e logístico do distribuidor Delta Cable, que forneceu as tecnologias de infraestrutura de redes para Data Center das marcas Attic, Furukawa e IP Metal adotadas para o projeto. “Nós buscávamos uma solução definitiva neste projeto de modernização que nos permitisse prever futuras expansões sem perder o legado. Em todas as fases do processo, da licitação até hoje tudo flui muito bem, não temos o que reclamarafirma Carlos René, da Justiça Federal do Paraná. O ambiente está interligado ao NOC (Network Operation Center), ao Departamento de Informática e às Salas de Telecomunicações para distribuição de acesso em cada um dos oito andares das duas torres de edifícios que formam a sede.

“Com a virtualização, as aplicações não ficam restritas a um único computador e os usuários nem percebem que estão compartilhando recursos, além de promover uma redução de cerca de 40% no consumo de energia e a queda dos custos operacionais”, completa René. Usando o conceito de Cloud Computing a central opera em rede local a 10GbE para distribuição de acesso aos usuários internos e em rede de longa distância (WAN) com links através de  operadoras de telecomunicações com velocidades de 2, 4 e 8Mbps para acesso pelos usuários das outras 16 unidades da Justiça Federal espalhadas pelo estado do Paraná.

“Os serviços de integração em TI demandam um alinhamento bastante orientado de todas as equipes de engenharia envolvidas com o cliente e isso foi um diferencial no projeto da Justiça Federal do Paraná. Somos parceiros da Delta Cable há mais de 10 anos e estamos acostumados a trabalhar juntos. Há confiança no processo. O resultado disso tudo acaba se resumindo na satisfação do cliente, que é o principal objetivo”, finaliza o diretor de Negócios da Zeittec e responsável pela administração de todo o projeto, Claudenir de Oliveira.