Tecnologia e gestão estratégica reduzem tempo de processo em 24% no Tribunal de Justiça de São Paulo

Tecnologia e gestão estratégica reduzem tempo de processo em 24% no Tribunal de Justiça de São Paulo

A média de tempo do trâmite das ações passou de quase 4 para 2,7 anos, de acordo com o relatório do Justiça em Números

Sempre em busca de uma justiça com mais agilidade e eficiência, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) conseguiu reduzir o tempo médio de um processo em 24% nos últimos oito anos, de acordo com dados do estudo Justiça em Números, da empresa de software Softplan. Enquanto em 2015 a ação demorava 3,6 anos para ser baixada, com a utilização da tecnologia o tribunal conseguiu diminuir para 2,7 anos nos dias atuais.

Segundo um dos autores do estudo pela Softplan, Tiago Ribeiro Alves de Melo (Especialista em Inteligência Competitiva da Softplan), o tribunal conseguiu por meio da implantação da tecnologia garantir uma maior celeridade na tramitação de processos. “Esses dados comprovam o sucesso do tribunal e da administração pública quando se trabalha em conjunto a tecnologia com a gestão, levando mais eficiência em todas as áreas, tanto em produtividade como na previsibilidade, segurança jurídica nas decisões e melhor gasto público”, destacou o executivo.

Para Tiago, esse resultado de 24% é baseado em um processo rigoroso de planejamento e execução por parte do corpo técnico do tribunal. “Todo esse trabalho ocorreu com a implantação do Sistema Automatizado de Justiça (SAJ), software de gestão processual com o intuito de simplificar as rotinas do judiciário, levando melhorias ao sistema e seus fluxos, eliminação de procedimentos desnecessários e direcionamento do desenvolvimento de novas funcionalidades nas ações e da própria administração do tribunal”, pontuou.

Em 2013, o TJSP – maior tribunal do país – decidiu investir em um sistema de gestão de processos judiciais para modernizar sua operação e administração, a partir da substituição do processo em papel pelo modelo digital. Em 2017, o processo digital estava 100% implementado em todas as unidades judiciais do estado.

No curso desse processo até hoje, o indicador de celeridade saiu de 1.135 dias em 2015 (primeiro ano de medição), considerando a data de distribuição e a baixa de um processo, para 991 em 2022, de acordo com os resultados oficiais divulgados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), sendo a parcial deste ano de 1.001 dias, contabilizados até o mês de junho.

Share This Post

Post Comment