A transformação digital não é mais um diferencial de negócio: como lidar com essa realidade

A transformação digital não é mais um diferencial de negócio: como lidar com essa realidade

Por mais que a tecnologia estivesse presente no cotidiano de grande parte das empresas, a verdadeira importância desse recurso para a sobrevivência dos negócios ficou em evidência na pandemia, o que fez com que os executivos priorizassem a transformação digital no ambiente corporativo. O estudo ‘Digital Investment Index 2022’, elaborado pela consultoria EY Parthenon, registrou neste ano um aumento de 65% de investimentos em TI em comparação a 2020. 

“O conceito de transformação digital nunca recebeu tanta atenção do mercado quanto agora. Atualmente, empreendimentos de todos os tamanhos e segmentos estão indo em busca dos melhores caminhos para digitalizar seus processos e operações. Por esta razão, apenas se manter atento às tendências não é mais um diferencial mercadológico. É necessário ter uma mentalidade assertiva durante esse processo”, afirma Murilo Gomes, CEO da MAGIT, empresa especializada em transformação digital. 

Pensando em auxiliar os empreendedores que desejam promover um avanço tecnológico realmente assertivo, o executivo listou os passos fundamentais. Confira abaixo:

  • Trace um planejamento estratégico 

Para que a transformação digital consiga trazer impactos positivos e de longo prazo para a empresa, o ideal é deixar de se prender às tendências tecnológicas e olhar mais para as dores internas. Neste caso, as reflexões pertinentes são: por que quero investir em tecnologia neste momento? Quero sanar uma dor interna ou simplesmente aprimorar processos? Quais são as melhores maneiras de alcançar esses objetivos? 

“Sem uma reflexão antecipada sobre as metas e os passos necessários para alcançá-las, levando em conta o tempo e o orçamento disponíveis, as chances de desperdiçar horas e dinheiro em uma tecnologia que não será efetiva são altas. É importante focar inicialmente em um planejamento estratégico”, diz Gomes. 

  • Trabalhe na mentalidade da gestão

Antes de colocar o plano estratégico em prática, é fundamental trabalhar a mentalidade da gestão. Afinal, o avanço tecnológico não se trata apenas da adoção de uma nova ferramenta e a iniciativa também irá mudar os processos e as formas de trabalho. “Os gestores precisam ter uma visão alinhada com o planejamento porque além de estarem abertos a essas implementações, também vão coordenar os colaboradores. Portanto, para ter um engajamento da equipe, esses profissionais devem ter uma mentalidade dinâmica e encarar essa fase como sendo positiva”, explica o CEO. 

  • Desenvolva uma cultura voltada a dados 

Com a implementação das ações planejadas, será natural para a empresa obter um grande volume de dados. No entanto, essas informações não são o suficiente se não forem bem aproveitadas. É fundamental, portanto, desenvolver uma cultura de dados. “Incentive a análise e o uso desse conteúdo nas tomadas de decisão a fim de promover ações mais estratégicas e com embasamento”, comenta o executivo. Gomes também ressalta que a estruturação deste processo é uma forma de acompanhar os impactos da transformação digital. 

Share This Post

Post Comment