Plataforma assina, integra, audita e responde junto com os cofres digitais (HSMs) por todas as autorizações no uso de dados pessoais por empresas ou holdings de qualquer setor, gravando a trilha de consentimento dos usuários, atendendo a LGPD que entra em vigor a partir de 2020

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) traz um grande desafio para os gestores de tecnologia das corporações em relação ao tratamento de dados pessoais de usuários/clientes. Já no próximo ano as empresas só poderão coletar, manusear e compartilhar informações pessoais apenas mediante autorização prévia. Diante deste cenário, a DINAMO Networks e a GoLedger desenvolveram  a solução 100% nacional, LGPDGo, com foco na assinatura, integração e auditoria de dados pessoais e de terceiros e lançam na Futurecom 2019 que começa hoje, 28, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center.

A LGPDGo é a união de uma solução em blockchain do tipo privado e permissionado, desenvolvida pela GoLedger, nativamente integrada com os HSMs da DINAMO Networks, que permitem que as assinaturas das transações do blockchain sejam realizadas por chaves de segurança armazenadas em um hardware de segurança exclusivo para as operações. Essas características técnicas garantem o registro fiel do consentimento do usuário em uma rede blockchain permissionada na qual o HSM da DINAMO agiliza a criação dessas redes, trazendo integridade, confidencialidade e mais segurança para as informações, contribuindo para a governança dos dados.

Marco Zanini, especialista em segurança de identidade digital e criptografia e CEO da DINAMO Networks

Marco Zanini, especialista em segurança de identidade digital e criptografia e CEO da DINAMO Networks

A duas tecnologias juntas atendem a Lei Geral de Proteção de Dados e tornam a autenticação e a auditoria do consentimento do usuário/cliente totalmente segura e confiável. A solução pode e deve ser utilizada para qualquer tamanho de empresa e segmento.  Ela garante a segurança dos dados pessoais e pode ser utilizada, principalmente,  por reguladores governamentais e pelos bancos. “As grandes empresas  estão investindo milhões de reais em consultoria para atender a nova legislação (LGPD), mas ainda estão longe de alcançar os objetivos desejados. O LGPDGo vem facilitar as empresas a alcançarem esse objetivo e atender essa necessidade do mercado ”, avalia Marco Zanini, especialista em segurança de identidade digital e criptografia e CEO da DINAMO Networks.

A solução ajuda na governança dos dados pessoais, pois o consentimento do usuário/cliente é registrado em blockchain, impedindo manipulação ou alteração de dados. Diferente dos Blockchains Públicos cujo mais conhecido é o Bitcoin, na qual a transação é feita de forma anônima, qualquer transação em um Blockchain Permissionado precisa ser assinada por certificados digitais gerados por uma Autoridade Certificadora (CA), que possui uma importância fundamental ao garantir a segurança e confiabilidade das informações.

A plataforma LGPDGo se diferencia por tratar os consentimentos dos usuários/clientes em uma rede em blockchain agregando todas as vantagens inerentes à tecnologia. “A LGPDGo é bastante indicado para os segmentos financeiro e governamental, pois atende as necessidades das Instituições Financeiras, Agências Reguladoras, além de órgãos Federais, Estaduais e Municipais”, ressalta Otávio Soares, COO da Goledger e diretor institucional da Associação Brasileira de Over-The-Top´s (Abott’s). “Contudo, qualquer segmento ou unidade de negócio pode se valer dos diversos benefícios da solução LGPDGo,  que permite a trilha de auditoria de consentimento em concordância com o que foi determinado na LGPD. A nossa proposta é que a LGPDGo possa ser utilizada até mesmo pela Agência Nacional de Proteção de Dados (ANPD)”, complementa o especialista.

Além de tornar o ambiente digital mais eficaz e seguro, a LGPDGo é uma plataforma que integra toda a base de dados pessoais de diferentes empresas de uma mesma holding. Por conta disso, a trilha de auditoria usando blockchain será direcionada para cada dado pessoal de usuário/cliente. “Muitas vezes uma corporação possui várias bases de dados com diversos registros diferentes que identificam o cadastro de uma mesma pessoa. A solução consegue unificar estes dados, para que o usuário tenha diferentes serviços, partindo de uma única informação na rede. Isso significa mais transparência, confiabilidade e auditoria para criação de processos cada vez mais simples e enxutos”, explica Marcos Sarres, CEO da GoLedger.