A VMware empresa de virtualização e infraestrutura de nuvem, anunciou durante sua quinta edição de seu evento anual, VMware Fórum Brasil 2013, suas diretrizes em relação a novos modelos de negócios e enfatizou as novas ofertas de cloud computing, virtualização para data centers e mobilidade.Fábio Costa

Sob o tema "A virtualização sem limites", o fórum contou com apresentações e sessões acerca de nuvem, virtualização e mobilidade e tem a participação de usuários finais e profissionais de TI interessados em aprimorar o seu conhecimento. VMware Fórum Brasil 2013 teve como objetivo disseminar a cultura do data center definido por software como forma de reduzir a complexidade de TI.

Para Fabio Costa, Presidente da VMware Brasil, o VFórum é uma excelente oportunidade para os especialistas da indústria de TI conhecer em primeira mão as últimas novidades do setor , que são possíveis graças ao avanço da virtualização para todas as camadas de infraestrutura do data center.

Durante a coletiva com jornalista do setor, Costa falou sobre o novo modelo de negócios da companhia diante das ofertas de virtualização para data centers, além disso informou que o Brasil está foco de investimentos da empresa, em nível global, já que há a intenção nos próximos 12 meses, da instalação de um data center da companhia no Brasil, além de outros quatro centros de dados nos Estados Unidos, um na Europa e um na Ásia.

Costa compara  a implantação do novo data center a infraestrutura necessária para o desenvolvimento, sendo esta infraesturura necessária e importante  para o desenvolvimento  e atendimento da demanda nacional e mundial.  Com a estrutura no País, a empresa poderá atender  seus clientes  e manter estes  dados  nos atuais data centers locais e disponibilizados para uso por meio de data centers em cloud público, sempre com  uma interface VMware , o traz menores custos de transferência e disponibilização, facilitando a gestão das infraestruturas e o tráfego de informação entre eles. “O data center totalmente virtualizado é muito mais rápido e barato”, assegura o presidente da empresa.

Com isso, a proposta de data center definido por software ganha força e a oferta de infraestrutura como serviço. Conforme disse Costa, a VMware  que "é uma empresa de software", irá desenvolver um novo modelo de negócios, onde a empresa vai vender licenças para operarem virtualizadas, e  explica: “Seja no nosso data center ou do parceiro, o cliente está rodando conosco.” Atualmente a companhia, possui cerca de  mil canais no País, sendo 400 ativos.

Outra ponto anunciado por Costa diz respeito a participação no mercado global diante da grande procura por nuvens públicas e privadas. Segundo ele as empresas cada vez mais optam por infraestruturas híbridas, com nuvens privadas e data centers públicos. Assim, as ofertas da VMware estarão disputando negócios com grandes fornecedores como é o caso da Amazon e da própria Microsoft/Azure.

Complementando o modelo de negócios a companhia também está disponibilizando toda a estrutura necessária para virtualização de dispositivos móveis de seus clientes.

Outro ponto muito importante reforçado por Costa, é a entrada da VMware no mercado público de governo, segundo o executivo ainda no primeiro semestre de 2014, a VMware contará com seu próprio Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), o que facilitará o contato da empresa com o setor público.