Como funciona a tecnologia que aprova empréstimos em menos de um minuto

Como funciona a tecnologia que aprova empréstimos em menos de um minuto

O acesso aos serviços bancários no Brasil vem passando por grandes mudanças nos últimos anos. Dados da Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2022 mostram que no ano passado a cada 10 transações bancárias, sete foram realizadas por meio de canais digitais (mobile e internet banking), superando, pela primeira vez, as transações feitas por meios físicos. No segmento de crédito, essas mudanças passam desde os canais utilizados até a redução no tempo de aprovação do empréstimo.

Levantamento feito pela Stoque, empresa de soluções de automação digital para processos e documentos, especializada em automação do back office bancário, mostra que hoje o tempo médio de resposta para uma solicitação de crédito consignado é de, no máximo, um minuto. Além disso, instituições que adotam a automação conseguem aumentar em 1.200% o volume de propostas analisadas. Isso ocorre porque uma pessoa consegue analisar até 500 propostas diariamente. Já o robô avalia, em média, 6,5 mil por dia, o que representa o trabalho de 13 pessoas.

Com isso, de janeiro a julho deste ano, a plataforma de automação de crédito da empresa conseguiu avaliar mais de 1,5 milhão de pedidos de empréstimos consignados. O maior volume foi entre os meses de março e abril, com mais 500 mil contratos recebidos por mês, por conta do aumento da margem consignável aprovado pelo governo.

Roberto Carrasco, CTO da Stoque, explica que essa transformação no setor só foi possível por conta do desenvolvimento e aplicação de diversas tecnologias. "Isso possibilitou vantagens tanto para as instituições, como a redução significativa no tempo de processamento e análise dos dados, quanto para os clientes, que inclui a não necessidade de deslocamento para agências físicas, rapidez e menos burocracia".

Segundo ele, ao solicitar um crédito via smartphone, um dos primeiros passos é o envio de uma foto do documento de identidade e uma selfie do cliente. A análise das informações ocorre em segundos e de forma segura com o uso de tecnologias como OCR (reconhecimento óptico de caracteres), que extrai os dados do documento de forma precisa, e o Facematch com inteligência artificial, que analisa se a selfie é da mesma pessoa. A tecnologia de computer vision e motor de regras ainda conseguem comparar essas informações, usando uma ampla base de dados, e mapear com alta acuracidade possíveis tentativas de fraudes como a manipulação de documentos ou solicitação feita por pessoas em vulnerabilidade, entre outras situações que precisam de uma validação humana.

"Essa análise de documentos e outras etapas que fazem parte da avaliação do cliente para a liberação do crédito é executada pela plataforma de forma 100% digital em segundos, otimizando a operação. Hoje, 60% de todo o volume de contrato recebido é analisado sem intervenção humana, ou seja, apenas a exceção precisa de operadores para revisar”, diz Carrasco.

Como consequência, segundo o executivo, as instituições financeiras ganham em eficiência operacional, produtividade e redução de custos. Na outra ponta, os clientes se beneficiam com maior agilidade, transparência do processo e menos burocracia na hora de pedir um empréstimo.

Share This Post

Post Comment