- Estudo realizado pela Nuvem Shop mostra crescimento de 43% das vendas pelo Instagram, enquanto as transações via Facebook caíram em torno de 44%

- De acordo com levantamento, mais de 24% das transações são realizadas através das redes sociais. Desse total, 17% são convertidos em receita. Em comparação ao mesmo período de 2017, houve um crescimento de quase 4% das transações por meio destes canais

- Dados foram extraídos da base de quase 10 mil marcas ativas na plataforma de serviços de e-commerce da Nuvem Shop no Brasil

Nuvem Shop acaba de realizar um levantamento que revela que, no último trimestre, quase 70% das vendas originadas pelas redes sociais foram realizadas via Instagram, enquanto 27% ocorreram por meio do Facebook. O estudo revela que mais de 24% das transações são realizadas através das redes sociais. Desse total, 17% são convertidos em receita. Em comparação ao mesmo período de 2017, houve um crescimento de quase 4% das transações por meio destes canais. O levantamento aponta ainda que, no mesmo período de 2017, o cenário era diferente: o Facebook era responsável por quase 71% das transações, ganhando do Instagram, com apenas 26,5%. O estudo considerou todas as compras viabilizadas por canais digitais como Facebook, Instagram, Youtube e Pinterest.

Atualmente, o Brasil é o segundo país com mais usuários no Instagram, perdendo apenas para os Estados Unidos, e segundo o Sebrae, esta é a rede social que mais cresce no mundo, contando atualmente com mais de 500 milhões de contas. De acordo com a entidade, a rede social de fotos tem em média 1,5 bilhão de curtidas por dia, além de ser 15 vezes mais interativa do que o Facebook e contar com o perfil de mais de 1.400 grandes marcas.

Ainda segundo o levantamento da Nuvem Shop, as vendas por meio de redes sociais, no último trimestre deste ano, cresceram 3,8% em relação ao mesmo período de 2017. O Co-fundador da plataforma, Alejandro Vazquez, destaca que a compra por meio desses canais é uma forte tendência no mercado de vendas online, especialmente pela tendência de migração dos consumidores dos computadores tradicionais para os dispositivos móveis. “Observamos que as redes sociais estão cada vez mais presentes no cotidiano da maioria das pessoas. Por isso, a venda por meio desses canais só tende a crescer e é uma estratégia utilizada por muitos lojistas, já que, através de anúncios realizados tanto pelo Instagram, quanto pelo Facebook, é possível direcionar conteúdos e, principalmente, entender e atingir os interesses dessas pessoas”, explica.

Vendas Mobile X Desktop via Redes Sociais

Outra tendência apontada pelo estudo mostra que as vendas por meio das redes sociais, via dispositivos móveis (91,4%), ultrapassaram com folga o desktop em 2018 (8,6%). Em comparação ao mesmo período do ano passado, as transações via desktop representavam 79,8% e mobile 20,2%.

Além disso, em 2017, a receita de vendas gerada a partir do Facebook via mobile representava 62,8% do total, hoje o número caiu para 25,1%, enquanto o Instagram cresceu 37% e é responsável por 72,8% da receita. Já nas transações via desktop, o Facebook continua dominante (62,1%), mas com queda em comparação a 2017, quando representava quase 90% da receita. “O Instagram é uma rede social idealizada para o mobile, é natural que a utilização crescente dos dispositivos móveis reforce a tendência de crescimento das vendas por este canal”, finaliza Vazquez.

Infográfico