Funcionalidade do WhatsApp para além da troca de mensagens instantâneas

Funcionalidade do WhatsApp para além da troca de mensagens instantâneas

O WhatsApp já se tornou parte do dia a dia dos cidadãos brasileiros. Segundo a pesquisa Panorama, realizada pelo Mobile Time/Opinion Box, 99% dos smartphones brasileiros têm o aplicativo e cerca de 93% o abrem todos os dias. Esses dados explicam o fato do Brasil estar ocupando o segundo lugar no ranking que contabiliza o número de usuários na plataforma ao redor do mundo, atualmente estamos atrás apenas da Índia. Com tantos brasileiros conectados, o aplicativo se tornou uma ferramenta poderosa também para empresas. Dentre as utilidades do aplicativo, a mais comum de fato é o bate-papo, porém seu uso vai além das conversas, chamadas de voz ou vídeo.

Durante o Whatsapp Business Summit, que aconteceu em 17 de novembro, o diretor geral do WhatsApp no Brasil, Guilherme Horn, apresentou dados que mostram que 64% da população brasileira já realizou compras pelo aplicativo e 60% das grandes empresas utilizam a plataforma WhatsApp Business. O surgimento do modelo comercial foi um grande facilitador para as empresas e microempreendedores, fato este que justifica as 5 milhões de empresas que vendem pelo canal.

Além de tornar possível a visualização de catálogos de produtos, etiquetar conversas, implementar chatbots, realizar transferências, o aplicativo também se tornou um dos meios utilizados para autenticar assinaturas eletrônicas de documentos e contratos. “As pessoas perceberam que a tecnologia que elas utilizam para se comunicar no dia a dia também pode ser utilizada para outras demandas, levando agilidade, facilidade e segurança. Foi por isso que em 2020, lançamos o WhatsApp como forma de autenticação de assinaturas eletrônicas" afirma, Rafael Figueiredo, CEO e cofundador da D4Sign, maior empresa brasileira de assinaturas eletrônicas e digitais.

Para autenticar assinaturas eletrônicas e digitais, o dono do documento deve escolher o WhatsApp como forma de autenticação e informar o número de telefone do signatário. O signatário recebe um link pelo WhatsApp, o acessa, preenche as informações e assina, de forma fácil e segura. A diminuição da burocracia tem atraído um uso cada vez maior da ferramenta. Em 2020, o WhatsApp representou 10% das assinaturas, enquanto em 2021 somou 20,95%, o dobro do ano anterior.

“De 2020 para 2021 houve um crescimento de 123,8% sobre a quantidade de links enviados para assinatura de documentos. Se compararmos 2021 com 2022, o número de assinaturas via WhatsApp era de 29 mil (22,65%), enquanto nos quatro primeiros meses de 2022, o número já ultrapassava 47 mil (27,53%)”, afirma Rafael.

Além das assinaturas, o aplicativo trouxe duas novidades para o mercado brasileiro. A primeira ainda está em fase de testes com adquirentes como Cielo, Fiserv, Getnet, Mercado Pago e Rede, que permitirá pagamentos sem precisar sair do ambiente do aplicativo (atualmente o WhatsApp tem uma função de pagamentos, mas ela só funciona para transferências entre pessoas), mas ainda não tem data para ser lançada; já a segunda será uma busca por negócios diretamente dentro do aplicativo, que promete competir com o Google.

Share This Post

Post Comment