Plataforma de Inteligência Artificial já economizou mais de 300 mil horas de trabalho de professores com correções de textos

Plataforma de Inteligência Artificial já economizou mais de 300 mil horas de trabalho de professores com correções de textos

Entre todas as atividades que compõem o trabalho do professor, com certeza a correção de atividades é a mais demorada e repetitiva. Avaliar as respostas dos estudantes, inserir comentários de erros e acertos e atribuir uma nota, é uma atividade que demanda muito do tempo do trabalho do professor.

O volume de trabalho é tão grande que, em alguns casos, o professor chega a levar as atividades para corrigir em casa, comprometendo seu tempo de descanso e de lazer, o que aumenta muito o desgaste emocional desses profissionais. A quantidade de energia gasta em correções também prejudica o seu desempenho em outros aspectos pedagógicos, como a atualização de conteúdos e a preparação de aulas.

Mas, não precisa ser assim. Hoje, a tecnologia já permite que os professores realizem a correção de provas de maneira automatizada, sem abrir mão da exatidão dos resultados, da segurança e, sobretudo, da avaliação adequada de cada aluno em sala de aula. Além da economia de tempo, essa correção feita com o uso da Inteligência Artificial gera dados que são muito valiosos para as instituições de ensino, pois eles mostram uma fotografia completa da turma, permitindo ampliar o conhecimento sobre o aprendizado dos alunos.

A Gomining, Edtech que usa Inteligência Artificial para corrigir textos e atividades discursivas de forma automática, está presente nos maiores grupos educacionais do país e já conseguiu economizar mais de 300 mil horas dos professores, ou seja, o tempo que eles gastariam corrigindo os exercícios foi utilizado para outras tarefas.

“A Gotexting é uma ferramenta que usa inteligência artificial para corrigir, de forma automática, as produções textuais da graduação, sejam elas redações ou atividades de texto. Além de entregar nota e feedback personalizado por aluno, a tecnologia traz muitos benefícios para a instituição de ensino superior, como ganhos de escala, aumento da produtividade, redução de custo com correção e a possibilidade de oferecer uma experiência inovadora em correção de textos para alunos e professores.” comenta Simone de Oliveira, Sócia e CPO da Gomining.

Para Jocimara de Lima Mauer, Sócia e CEO da Gomining, a solução existe para diminuir a sobrecarga de trabalho dos professores. “Nós, professores, não passamos anos estudando com o objetivo de passar horas corrigindo provas, nós queremos contribuir com o aprendizado e crescimento do aluno e, por isso, a Gomining nasceu, para fazer o trabalho operacional repetitivo e deixar o professor focado na sua missão principal, que é ensinar.”

Share This Post

Post Comment