Divisão IM Cloud utilizou a solução fale.me de um ISV brasileiro - a qual integra serviços cognitivos Watson, da IBM Cloud, e business intelligence, com Microsoft Power BI - para levantar informações sobre nível de satisfação dos canais e promover uso de novas tecnologias 

 A IM Cloud, divisão da Ingram Micro Brasil, está comemorando o sucesso de uma inovadora pesquisa NPS (Net Promoter Score), realizada para conhecer melhor o ecossistema de parceiros no país e avaliar o nível de satisfação de seus clientes. Ao utilizar a solução fale.me, desenvolvida por um ISV brasileiro, a IM Cloud mostrou que faz o que prega, pois utilizou em seu projeto uma solução baseada em serviços de nuvem pública ofertados por dois fornecedores distintos e integrados no fale.me. O êxito desta pesquisa deve-se não apenas aos resultados obtidos em termos de NPS e perfil das revendas, mas, principalmente, ao engajamento surpreendente dos parceiros, superior ao registrado em outras pesquisas já realizadas com o mesmo público.

Nesta pesquisa, utilizamos conceitos de gamificação e convidamos as revendas a experimentarem as tecnologias IBM Watson e Microsoft Power BI. Coletamos dados sobre o perfil das revendas e nível de maturidade do negócio cloud, assim como medimos o NPS. Tudo isso enquanto promovíamos as tecnologias de dois fornecedores estratégicos para a Ingram Micro Cloud no Brasil”, explica José Furst, diretor de Cloud da Ingram Micro para a América Latina.  “A pesquisa foi realizada em duas fases”, continua Furst, “na primeira fase convidamos as revendas a responderem a pesquisa, enquanto experimentavam duas ferramentas cognitivas do IBM Watson – tone analyzer e image recognition - e, na segunda fase, revendas cloud e não cloud tiveram acesso aos resultados de toda a pesquisa utilizando a ferramenta de analytics Microsoft Power BI para apresentação dos resultados, gerando indicadores e gráficos”. A pesquisa foi viabilizada pela  solução fale.me, da  startup brasileira Borayu, focada em marketing e tecnologia para engajamento de clientes.

Além de dados sobre sua base de revendas (staff comercial e técnico, receita, porte dos clientes e portfólio de serviços), a pesquisa permitiu à Ingram Micro reunir informações como fatores inibidores para iniciativas de cloud computing, fabricantes de interesse e soluções cloud que o canal oferece ou planeja oferecer no futuro. Ao todo, 4.620 revendas foram convidadas a participar, e 655 canais responderam à pesquisa, no período de 14 de novembro a 6 de dezembro – um índice de participação de 14,2%. Participaram do levantamento revendas que já trabalham com o Ingram Micro Cloud Marketplace e canais que ainda não operam com a plataforma. Como benefício para os fabricantes envolvidos neste projeto, revendas cloud ou não puderam experimentar em primeira mão as novas tecnologias que agora estão disponíveis de maneira simples graças aos serviços em nuvem. Para as revendas participantes, o benefício de conhecer em detalhes qual seu posicionamento frente aos demais players de mercado, além da possibilidade de aplicar esta mesma pesquisa para seus próprios clientes, em uma fase adicional a ser ainda lançada.

Segundo Annibal H Abreu, diretor geral da Borayu, "mais do que fornecer uma plataforma tecnológica superior para comercialização de soluções em cloud, a Ingram Micro Cloud dá grande atenção e apoio ao desenvolvimento dos negócios independentemente do tamanho do parceiro. O resultado alcançado no NPS apenas comprova e evidencia o excelente trabalho executado pela Ingram Micro Cloud".

A pesquisa NPS Cloud foi um projeto diferenciado desenvolvido na Ingram Micro Brasil e muito bem recebido por nossos parceiros. Estamos muito satisfeitos pelo nível de participação alcançado e pelo interesse despertado nos canais pelas tecnologias aplicadas ao projeto que eles tiveram a oportunidade de observar e experimentar por conta própria. Tivemos claro entendimento do nível de satisfação das revendas e auferimos informações preciosas quanto ao tom dos feedbacks e quais áreas excedem expectativas ou merecem atenção. Como próximos passos, estamos analisando a possibilidade de estender a pesquisa NPS aos clientes das nossas revendas, além de coletar feedback via respostas faladas ao invés de respostas escritas”, diz Furst. Segundo ele, a pesquisa NPS Cloud foi muito bem recebida dentro da Ingram Micro e as operações da distribuidora nos Estados Unidos e na Europa estão interessadas em aplicar a metodologia e tecnologia utilizadas.