Um dos maiores especialistas em Tecnologia na Saúde, o Diretor Associado da Accenture, Lincoln de Assis Moura Jr., fala nesta entrevista o que é preciso considerar em Gestão de Conteúdo para a Saúde Digital e por que você não pode perder o maior evento brasileiro no setor, marcado para 19 de Outubro, em SP

A Saúde Digital usa a tecnologia da informação para engajar pacientes e profissionais de saúde, automatizar e agilizar processos e, também, garantir a informação certa no momento certo.

No próximo dia 19 de Outubro, São Paulo será sede do mais aguardado evento do setor, que traz o especialista Lincoln de Assis Moura Jr. em uma das palestras. Diretor Associado na equipe de Saúde da Accenture, o executivo tem dedicado a sua vida profissional ao uso adequado de Tecnologias na Saúde. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Engenharia Biomédica (SBEB), da Sociedade Brasileira Informática em Saúde (SBIS) e mais recentemente da International Medical Informatics Association (IMIA). Tem um diploma de PhD pelo Imperial College, de Londres. Em 2017 foi eleito membro fundador da International Academy of Health Sciences Informatics (www.imia.org).

Confira no bate-papo a seguir os principais pontos de sua apresentação. Anote as suas dúvidas e se prepare para esclarecê-las quando estiver frente a frente com o especialista! Segundo ele, “a decisão pelo uso intensivo de tecnologias digitais em saúde deixou de ser uma escolha e passou a ser um imperativo”.

De que maneira as mudanças do mundo digital têm afetado o ambiente de saúde?

Lincoln de Assis Moura Jr.

Lincoln de Assis Moura Jr.

Lincoln de Assis Moura Jr. – Os avanços da tecnologia digital têm causado enorme impacto na Saúde. Cerca de um terço de todas as buscas na Internet são relacionadas à Saúde. Existe uma enorme diversidade de Apps de Saúde, desde aquelas para o controle de doenças crônicas e apoio nutricional, até a coleta de dados de atividades físicas e esportivas e outras com orientações voltadas para a promoção da saúde e a prevenção de doenças. Uma pesquisa recente da Accenture mostrou claramente o desejo dos pacientes de terem acesso eletrônico aos seus dados de atenção à saúde.

Este conjunto de ferramentas e possibilidades tem aberto uma imensa oportunidade de melhorias no atendimento, assim como resultado em grande pressão sobre as organizações de saúde, no sentido de utilizá-los para atender às expectativas internas e dos consumidores de serviços de saúde, por um atendimento mais ágil, de melhor qualidade e mais voltado para o paciente.

Recentemente, o SUS, através da Comissão Intergestores Tripartite, publicou a Estratégia e-Saúde para o Brasil, um documento que evidencia a importância da Saúde Digital para o SUS e para o País, beneficiando pacientes, gestores e profissionais.

O que os congressistas irão ouvir de novo em sua palestra?

Lincoln de Assis Moura Jr. – O objetivo central da apresentação é mostrar que a tecnologia, em si, é apenas um dos muitos aspectos a serem considerados ao se falar na transformação digital das organizações de saúde. Vamos destacar a necessidade de se considerar os aspectos organizacionais e a necessidade de padrões para o armazenamento, recuperação e troca de informações de saúde.

Quais são os principais benefícios e desafios quando falamos em "Gestão de Conteúdo para a Saúde Digital"?

Lincoln de Assis Moura Jr. – Os processos e a informação de saúde são complexos. Hospitais, em particular, estão reconhecidamente entre organizações de maior complexidade. Para a sustentabilidade dos sistemas de saúde, é necessário compatibilizar os complexos processos de atenção e de remuneração, para que possibilitem o atendimento de massa, mas que, ao mesmo tempo, assegurem um atendimento acolhedor, personalizado, eficiente e eficaz.

Esta não é uma tarefa simples e só pode ser conseguida através do uso adequado da Tecnologia Digital e a consequente transformação que permita que indivíduos se mantenham saudáveis, pacientes sejam bem atendidos e os custos da atenção sejam reduzidos e previsíveis.

Por que as empresas do setor de Saúde devem investir em informações/soluções sobre o assunto?

Lincoln de Assis Moura Jr. – A decisão pelo uso intensivo de tecnologias digitais em saúde deixou de ser uma escolha e passou a ser um imperativo. A passividade em relação à transformação digital não é aceitável. As empresas de saúde têm que ser tanto mais produtivas quanto mais acolhedoras. Num país como o nosso, em que 110 milhões de pessoas têm acesso à Internet e usam WhatsApp ou Facebook, é impossível ignorar a pressão por novos serviços de saúde móveis, personalizados, inteligentes e fáceis de usar. Um dos grandes benefícios da tecnologia digital é absorver a complexidade e simplificar a vida dos seus usuários, e, assim, garantir a adoção e o engajamento de pacientes e profissionais de saúde.

O ECM Meeting Saúde 2017 é uma realização do Instituto Information Management, e acontece em 19 de Outubro, em São Paulo.

Será o ponto de encontro dos profissionais de TI, Gestão Administrativa, Serviços aos Pacientes, SAME, CEDOC dos principais hospitais e prestadores de serviços de saúde para apresentar por meio de práticas inovadoras, ferramentas e soluções relativas à gestão de documentos, informações e como a transformação digital está impactando os negócios da Saúde.

As vagas são limitadas! Saiba mais acessando: http://ecmmeeting.com.br/2017/saude/ ou escreva para contato@ecmmeeting.com.br com o seu número de telefone que ligamos para lhe passar mais detalhes. Você também pode ligar: (11) 3392-4111.

 

ECM Meeting SAÚDE 2017

19 de Outubro de 2017

TRYP São Paulo Paulista Hotel

São Paulo/SP