Líderes dos setores públicos, privados e especialistas em ensino superior acabam de chegar a um acordo sobre a importância de estimular o uso das mais recentes tecnologias para enfrentar o desafio de ampliar o acesso à educação superior entre as populações menos favorecidas, excluídas social e geograficamente do desenvolvimento humano sustentável.

Como a transformação digital está impactando o ensino superior na América Latina?

O compromisso foi estabelecido no primeira sessão do Fórum Anual de Ensino Superior, o Ilumno Summit 2018, que acontece na Cidade do Panamá  entre os dias 11 e 13 de setembro.

O evento, organizado pela Ilumno, a maior rede pan-regional de instituições de ensino superior, e pela Universidade de Istmo, reúne executivos do setor público e privado da região da América Latina para discutir as oportunidades e os desafios da transformação digital nos centros de educação superior.

"A medida que a economia mundial se globaliza, as pessoas com mais acesso a informação e a educação são beneficiadas", disse Pete Pizarro, presidente e diretor executivo da Ilumno.

Durante a sessão de abertura moderada por Adriana Angarita, reitora da Universidade de Istmo e presidente da Associação de Universidades Privadas do Panamá, diferentes formas de inovar e ampliar o acesso à atual oferta acadêmica universitária foram propostas, especialmente para os estudantes da base do pirâmide que vivem em áreas distantes dos centros urbanos.

De acordo com Pizarro, "a conectividade está transformando economias emergentes, mercados de trabalho e sistemas educacionais, impulsionando a demanda por um estilo de aprendizado mais amplo e dinâmico, à distância ou on-line". O presidente da Ilumno ainda advertiu que "as universidades precisam se adaptar rapidamente para continuar servindo como fonte viável de educação para as novas gerações de estudantes ".